Covid-19: Governo são-tomense e japonês assinam acordo de donativo de 1,5 milhões de dólares

Japão e São Tomé e Príncipe assinaram em Libreville, Gabão, um acordo de donativo estimado em 1,5 milhões de dólares para a compra de equipamentos médicos para reforçar o programa de luta contra a covid-19.

Covid-19: Governo são-tomense e japonês assinam acordo de donativo de 1,5 milhões de dólares

Covid-19: Governo são-tomense e japonês assinam acordo de donativo de 1,5 milhões de dólares

Japão e São Tomé e Príncipe assinaram em Libreville, Gabão, um acordo de donativo estimado em 1,5 milhões de dólares para a compra de equipamentos médicos para reforçar o programa de luta contra a covid-19.

De acordo com uma nota colocada na página na Internet da embaixada de São Tomé em Libreville, o acordo para o donativo correspondente a 1,285 milhões de euros foi assinado na capital gabonesa pela embaixadora são-tomense Elisa Afonso de Barros e pelo embaixador do Japão em São Tomé e Príncipe, com residência no Gabão, Shuji Noguchi.

A nota indicou que o Japão enquadra este donativo no “espírito de solidariedade internacional” de luta contra a pandemia do novo coronavírus, referindo-se que a concessão desse donativo contribuirá para suprir as carências do país nesse domínio, com realce para a atual crise sanitária da covid-19.

A nota salientou ainda que o apoio “testemunha empenho” do Governo japonês em continuar a apoiar São Tomé e Príncipe nos seus “esforços de redução da pobreza e melhora das condições de vida da sua população”.

O diplomata japonês lembrou, durante a assinatura do acordo, que a ajuda pública do Japão a São Tomé e Príncipe concentra-se, particularmente, no fornecimento da ajuda alimentar anual de 3.200 toneladas de arroz cuja venda gera fundos de contrapartida destinados ao financiamento tanto ao nível político como económico.

A embaixadora Elisa de Barros definiu o Japão como um dos mais importantes parceiros de cooperação estratégica de São Tomé e Príncipe, em vários domínios, tendo destacado, nesse âmbito, a ajuda alimentar a São Tomé e Príncipe fornecida pelo Governo nipónico.

A diplomata referiu que esta ajuda alimentar cobre cerca de 40% das necessidades da população do seu país em termos de consumo.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

São Tomé e Príncipe regista 15 mortos e 911 casos de infeção pelo novo coronavírus.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

MYB // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS