Covid-19: Governo britânico insta funcionários públicos a regressar aos locais de trabalho

O Governo britânico instou os chefes dos departamentos governamentais a promoverem o regresso dos funcionários públicos aos seus locais de trabalho depois de meses colocados em teletrabalho devido à pandemia da covid-19, noticiou hoje a BBC.

Covid-19: Governo britânico insta funcionários públicos a regressar aos locais de trabalho

Covid-19: Governo britânico insta funcionários públicos a regressar aos locais de trabalho

O Governo britânico instou os chefes dos departamentos governamentais a promoverem o regresso dos funcionários públicos aos seus locais de trabalho depois de meses colocados em teletrabalho devido à pandemia da covid-19, noticiou hoje a BBC.

A BBC afirma ter tido acesso a uma carta enviada por Mark Sedwill, chefe de gabinete e responsável pelos funcionários do Estado, na qual insta ao regresso ao trabalho presencial, recorrendo a um sistema de rotatitividade, de forma a que, no final deste mês, cerca de 80% dos funcionários vá ao seu local de trabalho pelo menos uma vez por semana.

A carta, assinada também pelo chefe de operações dos serviços públicos, Alex Chisholm, argumenta que o contacto entre as pessoas “fomenta a inovação e a manter objetivos comuns” e que o trabalho presencial, sempre com as medidas de proteção adequadas, melhorará “os serviços públicos”.

Sedwill e Chisholm asseguram que a segurança dos funcionários face à pandemia continua a ser “primordial”.

O secretário-geral do sindicato dos funcionários públicos FDA, Dave Penman, considerou esta diretiva, que só se aplica em Inglaterra, “desfasada” e defendeu a adoção de medidas pelo Governo que permitam a adaptação ao teletrabalho.

Em declarações à BBC, Penman afirmou que o executivo de Johnson procura “enviar uma mensagem ao setor privado”, para que também este promova o regresso ao trabalho presencial face à quebra da atividade económica nos centros urbanos.

O líder sindical referiu que, não obstante, o setor privado já se está a adaptar às novas modalidades laborais e que o trabalho remoto com a ajuda das novas tecnologias está a ser “produtivo e eficaz”.

Segundo a imprensa britânica, perante um novo aumento de casos da covid-19 em alguns locais, o Governo adiou o lançamento de uma campanha prevista para incentivar ao regresso generalizado aos postos de trabalho, de forma a evitar o encerramento de pequenos negócios, como lojas, bares e restaurantes, que dependem da presença de pessoas na rua.

 

MLL // ROC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS