Covid-19: Fronteiras entre EUA e Canadá permanecem fechadas até 21 de novembro

A fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá permanecerá fechada para viagens não essenciais até pelo menos 21 de novembro, para conter a pandemia de covid-19, anunciaram hoje as autoridades canadianas.

Covid-19: Fronteiras entre EUA e Canadá permanecem fechadas até 21 de novembro

Covid-19: Fronteiras entre EUA e Canadá permanecem fechadas até 21 de novembro

A fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá permanecerá fechada para viagens não essenciais até pelo menos 21 de novembro, para conter a pandemia de covid-19, anunciaram hoje as autoridades canadianas.

“Vamos estender as restrições de viagens não essenciais aos Estados Unidos até 21 de novembro. As nossas decisões continuarão a basear-se nas melhores recomendações de saúde pública disponíveis, para manter os canadianos seguros”, disse o ministro da Segurança Pública do Canadá, Bill Blair, na sua conta da rede social Twitter.

O encerramento de fronteiras dos Estados Unidos com os seus dois parceiros de livre comércio norte-americano, Canadá e México, foi decidido em março e tem sido prolongado a cada mês, desde essa altura.

Somente o comércio de bens e mercadorias, para além das viagens consideradas essenciais, são permitidas.

“Todos entendem que gostaríamos de um regresso à normalidade. Gostaríamos que a fronteira fosse aberta”, disse o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, a uma estação de rádio, pouco antes do anúncio oficial da decisão do Governo.

“Mas não podemos fazer isso a menos que tenhamos certeza de que os canadianos estão seguros. E, neste momento, a situação nos Estados Unidos continua a ser uma preocupação”, acrescentou Trudeau.

O prolongamento do encerramento por um mês ocorre no momento em que também o Canadá experimenta um preocupante ressurgimento de casos de covid-19, que já custou quase 10.000 vidas no país, ao mesmo tempo que os Estados Unidos, o país mais afetado do mundo em termos absolutos, se aproximam da marca de 220 mil mortes ligadas a esta doença.

Mais de 400.000 pessoas cruzam a fronteira entre o Canadá e os Estados Unidos todos os dias, mas esse fluxo de visitantes internacionais caiu mais de 95% desde março em comparação com o ano passado, de acordo com estatísticas das autoridades do Canadá.

A troca de bens e mercadorias em ambos os lados da fronteira, que tem quase 8.900 quilómetros de extensão, atinge 2,4 mil milhões de dólares canadianos (cerca de 1,5 mil milhões de euros) por dia.

Fora dos Estados Unidos, as fronteiras internacionais do Canadá também permanecem fechadas para estrangeiros, pelo menos até o final de outubro, com exceção daqueles cuja presença no seu território seja considerada essencial.

Os viajantes que chegam ao Canadá, sejam canadianos ou não, estão sujeitos à quarentena obrigatória de 14 dias.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

RJP // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS