Covid-19: CNE pede “maior respeito” pelas regras sanitárias nas eleições presidenciais

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) cabo-verdiana disse hoje esperar que as eleições presidenciais de 17 de outubro sejam “tranquilas” e pediu aos candidatos “responsabilidade” e “maior respeito” pelas regras sanitárias para evitar a propagação da covid-19.

Covid-19: CNE pede

Covid-19: CNE pede “maior respeito” pelas regras sanitárias nas eleições presidenciais

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) cabo-verdiana disse hoje esperar que as eleições presidenciais de 17 de outubro sejam “tranquilas” e pediu aos candidatos “responsabilidade” e “maior respeito” pelas regras sanitárias para evitar a propagação da covid-19.

“Nós esperamos, mais uma vez, que essas eleições sejam tranquilas, que o processo decorra com a normalidade desejada”, disse a vice-presidente da CNE, Cristina Leite, em conferência de imprensa, na cidade da Praia, para apresentar o calendário eleitoral.

As presidenciais vão fechar o ciclo eleitoral em Cabo Verde, após eleições autárquicas em outubro de 2020 e legislativas em abril deste ano, todas realizadas em contexto de pandemia, e com muitas críticas por causa dos ajuntamentos e desrespeito pelas regras sanitárias nas duas anteriores.

Apesar de sublinhar que em termos epidemiológicos Cabo Verde está neste momento numa situação diferente, com menos casos e muitas pessoas vacinadas, a membro da CNE apelou à responsabilidade dos candidatos e respeito pelas restrições.

“Tendo em conta à figura do futuro Presidente da República, estamos em crer que serão responsáveis e vão colaborar com as instituições que estão a dar combate à pandemia da covid-19”, prevê Cristina Leite, pedindo “maior respeito” no cumprimento das regras sanitárias.

A vice-presidente disse que a este órgão de administração eleitoral em Cabo Verde vai garantir a segurança no dia das eleições, com os membros das mesas de voto todos com equipamentos de proteção individual, medidas de combate e distanciamento físico.

“Não obstante ao processo de vacinação em curso, sabemos que a vacina não dispensa os outros cuidados que nós devemos ter, que é o uso de máscara, desinfeção das mãos, distanciamento”, enumerou.

Cabo Verde realiza eleições presidenciais em 17 de outubro de 2021, às quais já não concorre Jorge Carlos Fonseca, que cumpre o segundo e último mandato como Presidente da República permitido por lei.

Segundo o calendário eleitoral, as candidaturas devem ser apresentadas junto do Tribunal Constitucional até 18 de agosto, 60 dias antes do escrutínio, e a campanha eleitoral decorre entre as 00:00 de 30 de setembro e as 23:59 de 15 de outubro.

A votação vai começar às 08:00 de 17 de outubro e o encerramento será às 18:00 do mesmo dia, sem prejuízo de serem entregues senhas numeradas e rubricadas aos eleitores no local, mediante contra a entrega do respetivo documento de identificação.

Em caso de uma segunda volta das eleições presidenciais, vão acontecer em 31 do mesmo mês, com a campanha eleitoral entre 21 e 29 de outubro.

Cabo Verde tinha até quinta-feira um acumulado de 33.941 casos do novo coronavírus desde 19 de março de 2020, dos quais 298 óbitos, 33.205 casos considerados recuperados da doença e 417 casos ativos.

A pandemia de covid-19 fez pelo menos 4.247.424 mortos em todo o mundo, entre mais de 200,1 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço da AFP com base em dados oficiais.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

 

RIPE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS