Covid-19: Cemitérios encerrados em Estarreja nos dias de Todos os Santos e Fiéis Defuntos

A Câmara de Estarreja comunicou hoje a decisão de encerrar os cemitérios do Município no Dia de Todos os Santos e nos Fiéis Defuntos, a 31 de outubro e 01 de novembro.

Covid-19: Cemitérios encerrados em Estarreja nos dias de Todos os Santos e Fiéis Defuntos

Covid-19: Cemitérios encerrados em Estarreja nos dias de Todos os Santos e Fiéis Defuntos

A Câmara de Estarreja comunicou hoje a decisão de encerrar os cemitérios do Município no Dia de Todos os Santos e nos Fiéis Defuntos, a 31 de outubro e 01 de novembro.

Em comunicado, a autarquia esclarece que os cemitérios têm gestão das Juntas de Freguesia e estas “manifestaram a sua preocupação perante a previsibilidade de aglomerados de milhares de pessoas, incluindo com deslocações de fora do concelho”, bem como a “dificuldade em garantir todas os meios exigíveis para que sejam asseguradas as normas de segurança”.

A decisão de fechar os cemitérios naqueles dias foi tomada em reunião do Gabinete de Crise – COVID19 ETR e é justificada pela evolução da pandemia de covid-19.

“Tendo como prioridade a defesa da saúde pública, os cemitérios do concelho de Estarreja serão encerrados a 31 de outubro e 1 de novembro, em que se assinala o Dia de Todos os Santos”, disse a autarquia.

Para tomar a deliberação, foram “ouvidas todas as entidades com representação neste grupo, foi deliberado por unanimidade encerrar os cemitérios durante esse fim de semana, ou seja, na véspera e no Dia de Todos os Santos”, explica.

O Gabinete de Crise – COVID19 ETR tem como objetivo a concertação e articulação de todas as entidades locais na prevenção, contenção e mitigação da transmissão da infeção pelo novo coronavírus.

Fazem parte do gabinete representantes da Câmara Municipal de Estarreja, Autoridade de Saúde Local, CHBV — Centro Hospitalar do Baixo Vouga, ACES do Baixo Vouga, Unidades de Saúde, Bombeiros Voluntários de Estarreja, Guarda Nacional Republicana (GNR) e Juntas de Freguesia de Avanca, Beduído e Veiros, Canelas e Fermelã, Pardilhó e Salreu.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e noventa e três mil mortos e mais de 38,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.128 pessoas dos 93.294 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Portugal continental entrou às 00:00 de hoje [quinta-feira, dia 15 de outubro 2020] em situação de calamidade devido ao aumento do número de casos de covid-19, com novas regras restritivas para travar a expansão da pandemia.

Depois de um mês em situação de contingência, o nível de alerta em Portugal continental aumentou para calamidade e vai manter-se, pelo menos, até 31 de outubro, altura em que o Governo fará uma reavaliação.

Portugal regista hoje 2.101 novos casos de infeção com o novo coronavírus, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia de covid-19, e onze mortos, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

MSO // ACG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS