Covid-19: Cabo Verde inicia vacinação no primeiro trimestre – PM

Cabo Verde vai iniciar a vacinação contra a covid-19 no primeiro trimestre de 2021, anunciou hoje o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, numa mensagem ao país.

Covid-19: Cabo Verde inicia vacinação no primeiro trimestre - PM

Covid-19: Cabo Verde inicia vacinação no primeiro trimestre – PM

Cabo Verde vai iniciar a vacinação contra a covid-19 no primeiro trimestre de 2021, anunciou hoje o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, numa mensagem ao país.

“Estamos a envidar todos os esforços para que a vacinação contra a covid-19 inicie durante o primeiro trimestre do próximo ano. O Plano Nacional de Vacinação já foi aprovado pelo Governo e será apresentado publicamente brevemente”, anunciou o chefe do Governo.

Cabo Verde conta atualmente com 211 casos ativos de covid-19, dos quais 29 na Praia, que deixou hoje de estar em estado de calamidade. Nos últimos 14 dias, os laboratórios de virologia do país analisaram 5.056 amostras, que resultaram em 611 casos positivos de covid-19, chegando a uma taxa de incidência acumulada, provisória, de 110 casos por 100.000 habitantes.

Este registo, sublinhou na mensagem Ulisses Correia e Silva, é inferior a vários países europeus, representando uma progressiva melhoria, com a descida de novos casos sobretudo desde outubro.

“A vacinação é uma porta de esperança que se abre para a retoma progressiva da vida normal e para o relançamento da economia. E vai acontecer em Cabo Verde”, enfatizou Ulisses Correia e Silva.

O plano de vacinação contra a covid-19 em Cabo Verde define o tipo de vacinas, a calendarização e cronograma e os grupos prioritários, mas Ulisses Correia e Silva sublinha que continuará a ser necessário respeitar as normas e medidas de proteção.

Numa declaração anterior, no início de dezembro, Ulisses Correia e Silva tinha avançado que o Governo já começou o processo de seleção das várias vacinas no mercado. O arquipélago conta com uma população estimada de cerca de 600 mil habitantes.

“Aquilo que temos já mais adiantado é o processo de financiamento”, apontou Ulisses Correia e Silva, referindo-se aos cinco milhões de dólares (4,18 milhões de euros) do Banco Mundial, anunciados em 27 de novembro pelo vice-primeiro-ministro cabo-verdiano, Olavo Correia.

Além desse valor, o também ministro das Finanças disse que o Governo está a analisar a possibilidade de mobilizar mais 15 milhões de dólares (12,5 milhões de euros) ao nível de um programa da sub-região da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

“Com esses montantes, 20 milhões de dólares americanos, vamos conseguir garantir a vacinação para todos os cabo-verdianos”, garantiu o ministro na altura.

PVJ // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS