Covid-19: 1.075 empresas paradas no final de 2020 em Moçambique – patronato

Um total de 1.075 empresas tinha suspendido a atividade no final de 2020, afetadas pela pandemia de covid-19, anunciou hoje a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA).

Covid-19: 1.075 empresas paradas no final de 2020 em Moçambique - patronato

Covid-19: 1.075 empresas paradas no final de 2020 em Moçambique – patronato

Um total de 1.075 empresas tinha suspendido a atividade no final de 2020, afetadas pela pandemia de covid-19, anunciou hoje a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA).

“O ano terá terminado com cerca de 1.075 empresas totalmente encerradas devido à covid-19” em todo o país, referiu Maria Abdula, vice-presidente da CTA.

A confederação refere que o número representa uma melhoria face à situação que se verificava em agosto do último ano, em que “o número de empresas gravemente afetadas pela pandemia e que suspenderam as atividades ascendia a cerca de 4.300” – a maioria do setor da hotelaria e restauração.

“A partir de setembro, com o alívio das restrições, grande parte das empresas começaram a reabrir, que fez com que este número reduzisse para menos de 25%” do que era, ou seja, para 1.075 em dezembro.

Os dados foram divulgados durante a apresentação de uma comissão para aconselhamento do Governo e da comissão científica que acompanha a covid-19 no país, “sobre aspetos que afetam o sector empresarial e propor eventuais medidas para a sua mitigação”.

A comissão irá dar especial atenção a medidas de apoio à tesouraria das empresas, revisão dos requisitos para o licenciamento de clínicas e hospitais privados, estabelecer mecanismos de cooperação e articulação com o governo, entre outras.

Moçambique contabiliza 711 mortes e 63.645 casos, dos quais 76% recuperados e 166 internados (a maioria em Maputo), de acordo com dados do Ministério da Saúde.

LFO // JH

Lusa/fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS