Costa considera que referendo da regionalização não pode ser travado por medo de ouvir os portugueses

Secretário-geral do PS considerou hoje que não se pode deixar de fazer o referendo sobre a regionalização por haver medo de ouvir os portugueses, reagindo à oposição do PSD a esta consulta.

Costa considera que referendo da regionalização não pode ser travado por medo de ouvir os portugueses

Costa considera que referendo da regionalização não pode ser travado por medo de ouvir os portugueses

Secretário-geral do PS considerou hoje que não se pode deixar de fazer o referendo sobre a regionalização por haver medo de ouvir os portugueses, reagindo à oposição do PSD a esta consulta.

“Não se pode deixar de fazer [o referendo] porque se tem medo de ouvir os portugueses. Eu até compreendo a posição do PSD, porque de facto, nos últimos anos, cada vez que os portugueses foram ouvidos só disseram coisas que o PSD não gostou que os portugueses tivessem dito”, declarou António Costa na intervenção que proferiu na abertura da reunião da Comissão Nacional do PS, que decorre em Ilhavo, Aveiro.

De acordo com o líder socialista e primeiro-ministro, “por uma questão de oportunidade temporal” não deve deixar de se “fazer aquilo que deve ser feito”.

António Costa salientou que, em 2024, os partidos têm o dever de “avaliar se é ou não oportuno” ouvir os portugueses sobre o processo de regionalização.

JDN // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS