Congresso da oposição cabo-verdiana com 364 delegados e quatro partidos convidados

O PAICV, maior partido da oposição cabo-verdiana, vai realizar a partir de sexta-feira o seu XVI Congresso, que contará com 364 delegados e convidados de Angola, São Tomé e Príncipe e Portugal, anunciou hoje o partido.

Congresso da oposição cabo-verdiana com 364 delegados e quatro partidos convidados

Congresso da oposição cabo-verdiana com 364 delegados e quatro partidos convidados

O PAICV, maior partido da oposição cabo-verdiana, vai realizar a partir de sexta-feira o seu XVI Congresso, que contará com 364 delegados e convidados de Angola, São Tomé e Príncipe e Portugal, anunciou hoje o partido.

O anúncio foi feito na cidade da Praia, por Manuel Inocêncio Sousa, presidente da comissão organizadora do XVI Congresso ordinário do PAICV (Partido Africano da Independência de Cabo Verde), que vai decorrer sob o lema “Cabo Verde: A Nossa Escolha” e vai servir para eleger os novos órgãos do partido.

O também membro da comissão política nacional e da comissão permanente do PAICV informou que o evento, que decorrerá durante três dias, vai contar com 364 delegados, do país e da diáspora cabo-verdiana.

Segundo Inocêncio Sousa, a reunião vai contar ainda com a presença de delegações de partidos da mesma família do PAICV, nomeadamente o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola), o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe–Partido Social Democrata (MLSTP-PSD), os partidos Socialista e Comunista Português, e o Partido Socialista do Senegal.

O presidente da comissão organizadora avançou que durante o congresso vão ser apreciados vários instrumentos do partido e será ainda debatia a Moção de Estratégia e da Orientação Polícia Nacional, sufragada nas eleições internas de dezembro, que reconduziram Janira Hoppfer Almada a mais um mandato à frente do maior partido da oposição no país.

O também deputado nacional do PAICV disse ainda que o congresso vai servir para o partido partilhar a sua visão para Cabo Verde, onde perspetiva a criação de mais oportunidades, a otimização da localização geoestratégica do país e a assunção da consolidação dos setores estratégicos da Economia.

“Este congresso acontece num momento particular, já num ano eleitoral, com desafios enormes que Cabo Verde tem de enfrentar e a atenção, conforme tem frisado a líder do Partido, Janira Hopffer Almada, na construção de um Cabo Verde para todos”, frisou Manuel Inocêncio Sousa.

O dirigente partidário salientou que o congresso, que vai ser realizado no Salão Nobre da Assembleia Nacional, na Praia, será um “momento de acreditar e de mobilizar Cabo Verde para um projeto credível e capaz de garantir igualdade de oportunidades para todos”.

Janira Hopffer Almada foi reeleita em 22 de dezembro para um terceiro mandato à frente do PAICV, com 98% dos votos expressos, tornando-se no quinto presidente e a primeira mulher a liderar o partido, depois de Aristides Pereira, Pedro Pires, Aristides Lima e José Maria Neves.

RIPE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS