Confrontos entre polícia e manifestantes causam um morto na Colômbia

Um jovem de 18 anos morreu hoje em confrontos entre manifestantes e a polícia, que levaram a um incêndio do Palácio da Justiça de Tulua, no sudoeste da Colômbia, epicentro da contestação social no país, indicou a polícia colombiana.

Confrontos entre polícia e manifestantes causam um morto na Colômbia

Confrontos entre polícia e manifestantes causam um morto na Colômbia

Um jovem de 18 anos morreu hoje em confrontos entre manifestantes e a polícia, que levaram a um incêndio do Palácio da Justiça de Tulua, no sudoeste da Colômbia, epicentro da contestação social no país, indicou a polícia colombiana.

Numa conferência de imprensa, o diretor da Polícia Nacional da cidade, general Jorge Vargas, indicou que o jovem terá morrido “aparentemente” devido a ferimentos de bala. Com a morte, sobre para 44 o total de pessoas que perderam a vida desde o início da contestação social na Colômbia, há cerca de um mês, contra o Governo do conservador Ivan Duque, segundo uma contagem provisória do Gabinete dos Defensores dos Direitos (Ombudsman) colombiano.

Manifestações violentas reprimidas pelas forças policiais da Colômbia

Dois outros civis foram feridos com tiros disparados pelas autoridades policiais durante os confrontos, que degeneraram em pilhagens em estabelecimentos comerciais e, depois, no incêndio do Palácio da Justiça local. As violentas manifestações, duramente reprimidas pelas forças policiais, e a maioria das mortes foram registadas no departamento de Vale do Cauca, região marcada pela pobreza, racismo, tráfico de drogas e ainda pelo ressurgimento do conflito com um grupo dissidente das FARC, após os acordos de paz assinados guerrilha em 2016. O governo afirma que os guerrilheiros se infiltraram nos manifestantes para provocar vandalismo e atacar as forças de segurança.

Impala Instagram


RELACIONADOS