Comité para abandono das práticas nefastas na Guiné-Bissau tem nova liderança

O Comité Nacional para o Abandono das Práticas Nefastas à Saúde da Mulher e da Crianças na Guiné-Bissau tem uma nova liderança, que promete dinamizar mais a organização.

Comité para abandono das práticas nefastas na Guiné-Bissau tem nova liderança

Comité para abandono das práticas nefastas na Guiné-Bissau tem nova liderança

O Comité Nacional para o Abandono das Práticas Nefastas à Saúde da Mulher e da Crianças na Guiné-Bissau tem uma nova liderança, que promete dinamizar mais a organização.

Mariatu Djaló Konde foi eleita quinta-feira para liderar o comité com 16 votos a favor, num universo de 28, vencendo a liderança da organização a Fatumata Baldé, que salientou que vai continuar a combater as práticas nefastas contra mulheres e crianças na Guiné-Bissau.

A nova presidente do comité é funcionário daquela organização e até à sua eleição desempenhava a função de assistente administrativa e financeira.

Mariatu Djaló Konde reconhece que a presidente cessante é insubstituível, contudo promete dar o seu máximo juntamente com a sua equipa, para manter o nível da organização.

“Creio que vamos conseguir dinamizar o comité, porque é uma das nossas metas. Consolidar o comité e torná-lo mais coeso e unido para as organizações membros e para o povo da Guiné-Bissau”, disse a nova presidente.

Fatumata Baldé, que liderou a organização desde a sua criação, reconheceu a derrota e mostrou-se disponível a colaborar com a nova direção.

“Este trabalho é o trabalho da minha vida. Vou continuar nesta linha e sempre trabalhar para os direitos humanos, sobretudo na proteção das mulheres e crianças”, afirmou.

Questionada sobre o seu futuro depois do comité, Fatumata Baldé explicou que vai entrar na política ativa, porque a nível da sociedade civil há muitas mulheres e organizações a trabalhar.

“Depois do que conseguimos alcançar a nível da sociedade civil é preciso que haja uma voz a nível político”, disse, salientando que vai lutar para levar as conquistas da sociedade civil ao mais alto nível.

MSE // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS