CNE garante à missão da CPLP que está tudo pronto para a votação na Guiné-Bissau

O chefe da missão de observação eleitoral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Luís Pedroso, disse hoje ter recebido garantias da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau de que as legislativas de domingo vão decorrer “conforme previsto”.

CNE garante à missão da CPLP que está tudo pronto para a votação na Guiné-Bissau

CNE garante à missão da CPLP que está tudo pronto para a votação na Guiné-Bissau

O chefe da missão de observação eleitoral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Luís Pedroso, disse hoje ter recebido garantias da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau de que as legislativas de domingo vão decorrer “conforme previsto”.

Luís Pedroso, embaixador do Brasil junto da União Africana, falava aos jornalistas após um encontro com o presidente da Comissão Nacional de Eleições, José Pedro Sambu.

“As informações que nos foram dadas pela direção da Comissão Eleitoral, os pormenores necessários, levam-nos a afirmar que o processo decorrerá de forma institucional, conforme o previsto”, afirmou o diplomata brasileiro.

Na reunião onde estiveram presentes os 12 elementos da missão de observação eleitoral da CPLP, o líder da CNE deu informações sobre os preparativos para a votação de domingo, com ênfase sobre as últimas decisões tomadas pelos partidos concorrentes em relação às listas de pessoas aptas a votar.

Nesse aspeto, Luís Pedroso disse terem sido informados que, de forma unânime, os 21 partidos concorrentes às eleições concordaram em não incluir listas suplementares para votação.

A missão lusófona foi também informada pela direção da CNE sobre a distribuição das assembleias de voto, os procedimentos para votação, contagem dos votos, transporte das urnas, entre outras questões.

Em relação à forma como a missão da comunidade lusófona irá acompanhar a votação no domingo, Luís Pedroso disse ser sua pretensão cobrir todo território guineense, através da distribuição de equipas de “duas ou três pessoas” pelas nove zonas do país.

De acordo com a assessoria da missão, a primeira declaração sobre o processo eleitoral, após a votação de domingo, será feita na terça-feira, 12, numa unidade hoteleira de Bissau.

MB // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS