Chuvas causaram 91 mortes no estado brasileiro de Pernambuco

Fortes chuvas que caíram na região metropolitana do Recife, capital do estado brasileiro de Pernambuco, provocarem até o momento 91 vítimas mortais, segundo dados atualizados hoje pelo Centro Integrado de Comando e Controlo Regional do estado.

Chuvas causaram 91 mortes no estado brasileiro de Pernambuco

Chuvas causaram 91 mortes no estado brasileiro de Pernambuco

Fortes chuvas que caíram na região metropolitana do Recife, capital do estado brasileiro de Pernambuco, provocarem até o momento 91 vítimas mortais, segundo dados atualizados hoje pelo Centro Integrado de Comando e Controlo Regional do estado.

As autoridades brasileiras informaram também que equipas de resgate locais e do Governo Federal ainda fazem buscas para encontrar 26 pessoas desaparecidas, de acordo com um comunicado oficial.

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, sobrevoou hoje a área afetada nas cidades de Recife e Jaboatão dos Guararapes, e justificou aos jornalistas que não foi possível o helicóptero pousar devido ao solo encharcado.

Bolsonaro também observou que o país passou recentemente por desastres semelhantes nos estados do Rio de Janeiro, Bahia e em Minas Gerais.

“Infelizmente, essas catástrofes acontecem em um país continental como o Brasil”, disse Bolsonaro.

“Estamos todos obviamente tristes. Manifestamos nossa solidariedade aos familiares. Nosso objetivo maior é confortar as famílias e também, com meios materiais, atender à população”, acrescentou.

O Governo brasileiro anunciou que disponibilizará ajuda financeira aos municípios que declararam estado de emergência e as pessoas que tiveram casas e negócios afetadas pelas águas das chuvas.

Especialistas dizem que as mudanças climáticas contribuem para chuvas mais intensas, e o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) classificou a região metropolitana de Recife como uma das zonas mais vulneráveis ??do mundo.

Recife e cidades vizinhas formam uma grande região metropolitana de baixa altitude situada no delta de três rios, com várzeas e uma rede de dezenas de canais onde vivem cerca de quatro milhões de pessoas.

Em março, Recife se tornou na primeira cidade latino-americana a se inscrever para participar num programa que criará um seguro contra desastres climáticos criado por uma rede de governos locais e regionais e financiado pelo banco de desenvolvimento alemão KfW.

As autoridades de Defesa Civil de Pernambuco disseram que as inundações desalojaram 5.000 pessoas de suas casas e reforçou seu alerta sobre o risco ainda alto de deslizamentos de terra. A chuva continua na região, embora com menor intensidade.

CYR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS