China inicia construção de autoestrada de 8,2 quilómetros na Guiné-Bissau

A China lançou hoje na Guiné-Bissau o projeto de construção da primeira autoestrada do país para ligar o aeroporto de Bissau à localidade de Safim, numa distância de 8,2 quilómetros.

China inicia construção de autoestrada de 8,2 quilómetros na Guiné-Bissau

China inicia construção de autoestrada de 8,2 quilómetros na Guiné-Bissau

A China lançou hoje na Guiné-Bissau o projeto de construção da primeira autoestrada do país para ligar o aeroporto de Bissau à localidade de Safim, numa distância de 8,2 quilómetros.

O lançamento do projeto, que vai ser executado em 24 meses, contou com a presença do Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, que aproveitou a ocasião para enaltecer as “boas relações” entre a Guiné-Bissau e a China.

Falando em crioulo, Sissoco Embaló assinalou que após a sua vitória nas eleições presidenciais de 29 de dezembro de 2019, a primeira chamada internacional de felicitações que recebeu foi do líder chinês, Xi Jinping.

O líder guineense afirmou que a obra hoje inaugurada é o início de construção de várias infraestruturas e estradas no país.

“Somos uma geração de concreto, daí que gostamos de falar pouco e trabalhar muito”, disse Embaló, salientando ainda que a China “sempre esteve do lado da Guiné-Bissau”.

O ministro das Obras Públicas guineense, Fidélis Forbs, disse que a obra lançada hoje vai melhorar a circulação rodoviária, mas também a vida da população guineense.

“Esta obra que liga o troço Bissau – Safim não só vai facilitar as condições da melhoria de segurança rodoviária, mas também acesso rápido Bissau – Safim e vice-versa, assim como promover e engendrar uma maior dinâmica e acessibilidade, repercutindo na vida e bem-estar da nossa população”, afirmou Forbs.

O ministro destacou uma série de obras realizadas pela cooperação chinesa na Guiné-Bissau, fruto de uma “relação intemporal” que disse não se esgotar em “sentimentos, valores e materiais”, mas tem-se traduzido “em resultados tangíveis”.

A primeira estrada da Guiné-Bissau, que o Governo diz irá reduzir em 50% o tempo de viagem entre Bissau e Safim, será custeada por inteiro pela China, em 13,6 milhões de euros, terá 3,5 metros de largura para as faixas de rodagem e duas passadeiras de dois metros de largura nas bandas.

A autoestrada será revestida com betão betuminoso com cinco centímetros de espessura.

O embaixador da China na Guiné-Bissau, Guo Ce, afirmou que o país africano “conheceu estabilidade sob a liderança do Presidente Umaro Sissoco Embaló” e que de agora em diante o país vai lançar-se no processo de desenvolvimento económico.

Guo Ce disse esperar que a estrada ajude o país a desenvolver-se em todos os domínios.

MB // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS