Chega antevê “batalha judicial” e espera que Biden não promova “tema das minorias”

O presidente do partido Chega, André Ventura, felicitou hoje “o funcionamento da democracia” nos Estados Unidos e antevê uma “batalha judicial”, dizendo esperar que o anunciado vencedor, Joe Biden, não coloque na agenda o “tema das minorias”.

Chega antevê

Chega antevê “batalha judicial” e espera que Biden não promova “tema das minorias”

O presidente do partido Chega, André Ventura, felicitou hoje “o funcionamento da democracia” nos Estados Unidos e antevê uma “batalha judicial”, dizendo esperar que o anunciado vencedor, Joe Biden, não coloque na agenda o “tema das minorias”.

Em comunicado, o deputado único do Chega saúda ainda “a votação massiva dos americanos”.

“Espero sinceramente que o novo presidente – se confirmado após a batalha judicial previsível e anunciada – não coloque o tema das minorias na agenda nacional e mundial. Estamos todos fartos do discurso dos ‘coitadinhos’ e Biden parece alinhar recorrentemente nessa narrativa”, refere André Ventura, em comunicado.

O deputado e presidente do Chega disse ainda esperar que o anunciado 46.° presidente dos Estados Unidos da América “não represente um ataque a quem trabalha, às forças de segurança e à classe média, em detrimento das minorias subsidiodependentes”.

“Temo, no entanto, que tenha vencido a voz das minorias que preferem viver à custa do trabalho dos outros. Vamos ver!”, conclui.

O candidato democrata Joe Biden foi hoje anunciado como vencedor das eleições presidenciais de 03 de novembro segundo projeções da ‘media’ norte-americana.

Segundo essas projeções, Biden totaliza 284 “Grandes Eleitores” do Colégio Eleitoral, derrotando o candidato republicano e atual Presidente Donald Trump.

A posse de Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos está marcada para 20 de janeiro de 2021.

SMA (EL) // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS