Chanceler alemão salienta que reconstrução da Ucrânia será uma “grande tarefa”

A reconstrução da Ucrânia será uma “grande tarefa” de “toda a comunidade internacional” e vai exigir financiamento durante décadas, salientou hoje o chanceler alemão Olaf Scholz, na habitual mensagem de vídeo aos sábados.

Chanceler alemão salienta que reconstrução da Ucrânia será uma

Chanceler alemão salienta que reconstrução da Ucrânia será uma “grande tarefa”

A reconstrução da Ucrânia será uma “grande tarefa” de “toda a comunidade internacional” e vai exigir financiamento durante décadas, salientou hoje o chanceler alemão Olaf Scholz, na habitual mensagem de vídeo aos sábados.

“Reconstruir será uma grande, grande tarefa. E teremos que investir muito para que funcione bem. A Ucrânia não pode fazê-lo sozinho. Nem a União Europeia pode fazê-lo sozinho. Só a comunidade internacional no seu conjunto, que agora apoia a Ucrânia, pode fazê-lo. E tem de ser assim durante muito tempo”, enfatizou o líder germânico, citado pela agência noticiosa Efe.

Scholz recordou que todos os dias chegam imagens da “terrível destruição que a guerra da Rússia contra a Ucrânia está a causar naquele país”, em cidades, estradas, linhas ferroviárias, linhas de energia, hospitais, escolas, bibliotecas e universidades.

“E se agora ainda estamos a tentar apoiar a Ucrânia e os seus cidadãos para defender a sua independência, a integridade e a soberania do seu país, a sua democracia e a sua liberdade, estamos também a pensar no futuro: como é que vamos reconstruir tudo isto? Quando é que a economia volta a crescer e tudo funciona?”, acrescentou.

Segundo o chanceler alemão, as respostas a todas estas questões é o objetivo da conferência internacional de peritos para a reconstrução, convocada para a próxima terça-feira, em Berlim, pela Alemanha, como país que detém a presidência rotativa do G7, e pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em estreita colaboração com a Ucrânia.

Numa conferência de imprensa regular, o porta-voz do Governo alemão, Wolfgang Büchner, afirmou na sexta-feira que a conferência reuniria representantes da Europa, do G7, do G20, das organizações internacionais, da sociedade civil, das empresas e, em particular, da Ucrânia.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, vai ligar-se para um discurso no início da conferência, que contará também com o primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, e vários ministros do país.

 

AMV // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS