Cecília Meireles admite cortes no pessoal do grupo parlamentar do CDS

A nova líder parlamentar do CDS, Cecília Meireles, admitiu hoje que a bancada vai, com “muita pena”, dispensar pessoas para se adaptar à nova situação, de passar de 18 para cinco deputados.

Cecília Meireles admite cortes no pessoal do grupo parlamentar do CDS

Cecília Meireles admite cortes no pessoal do grupo parlamentar do CDS

A nova líder parlamentar do CDS, Cecília Meireles, admitiu hoje que a bancada vai, com “muita pena”, dispensar pessoas para se adaptar à nova situação, de passar de 18 para cinco deputados.

Em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República, em Lisboa, Cecília Meireles afirmou que o CDS “teve o resultado” que é conhecido (4,4% e cinco deputados), o que “tem reflexos” na composição do gabinete de apoio ao grupo parlamentar, dado que terá uma subvenção mais baixa.

“Tenho muita pena, mas as pessoas sabem que 18 deputados são diferentes de cinco deputados e isso tem reflexos”, admitiu a deputada, fazendo um elogio aos “profissionais competentíssimos, cujo trabalho” admira e com quem não poderá contar.

O Jornal Económico noticiou hoje que o CDS vai dispensar parte das pessoas que trabalhavam no grupo parlamentar, reduzindo ordenados a quem fica, devido à quebra de deputados e redução no valor da subvenção estatal, e prepara-se igualmente para encerrar duas sedes concelhias.

NS // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS