Cavaco Silva agradece “empenho muito forte e apoio indiscutível” de Marcelo na EPIS

O antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva agradeceu hoje o “empenho muito forte e apoio indiscutível” do seu sucessor Marcelo Rebelo de Sousa na associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social, que “está viva e bem viva”.

Cavaco Silva agradece

Cavaco Silva agradece “empenho muito forte e apoio indiscutível” de Marcelo na EPIS

O antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva agradeceu hoje o “empenho muito forte e apoio indiscutível” do seu sucessor Marcelo Rebelo de Sousa na associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social, que “está viva e bem viva”.

Cavaco Silva regressou hoje ao Jardim da Cascata do Palácio de Belém “com uma profunda alegria que se confunde com emoção” para se associar à celebração dos 15 anos da EPIS, uma cerimónia no final da qual Marcelo Rebelo de Sousa o condecorou com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique.

“A EPIS está viva e bem viva”, sublinhou, considerando que a equipa, a cooperação com entidades públicas e os empresários e gestores são importantes para a vitalidade da associação.

No entanto, o antigo chefe de Estado não tem “a mínima dúvida de que a vitalidade da EPIS não seria aquilo que é hoje sem o empenho muito forte, um apoio indiscutível do senhor Presidente da República”, Marcelo Rebelo de Sousa.

“Sei muito bem que sem o apoio do senhor Presidente da República não seria fácil mobilizar e consolidar a base empresarial da EPIS, não seria fácil conseguir a colaboração empenhada das entidades públicas e também o seu apoio tem sido fundamental para o entusiasmo e a dedicação da equipa da EPIS”, enalteceu.

Agradecendo a todos os envolvidos, Cavaco Silva expressou a sua “satisfação por verificar que afinal a EPIS sobreviveu e sobreviveu bem e hoje revela uma extraordinária energia e capaz de continuar a desempenhar a sua função”.

“Na sequência do apoio do senhor Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, eu não tenho a mínima dúvida que o seu sucessor não vai voltar atrás no apoio à EPIS e estou convencido que daqui a cinco anos aqui estarão outros a celebrar o 20.º aniversário da EPIS”, antecipou.

O antigo chefe de Estado referiu que nos cinco anos que ainda faltam para chegar ao 20.º aniversário, “Portugal continua a precisar duma instituição como a EPIS que apoia com competência a promoção do sucesso escolar dos nossos jovens, a sua inserção social e a aquisição de competências para melhorar a sua empregabilidade”.

A Associação EPIS foi criada, em 2006, por um grupo de mais de 100 empresários e gestores de Portugal, em resposta a um apelo à sociedade civil, do então Presidente da República Cavaco Silva, pode ler-se na página da Presidência da República.

JF // RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS