Catarina Martins fala de espetáculo deplorável e debate político longe do essencial

A coordenadora do BE, Catarina Martins, criticou o “espetáculo um pouco deplorável” de PS e PSD “tentarem perceber quem é que teve mais familiares no Governo”.

Catarina Martins fala de espetáculo deplorável e debate político longe do essencial

Catarina Martins fala de espetáculo deplorável e debate político longe do essencial

A coordenadora do BE, Catarina Martins, criticou o “espetáculo um pouco deplorável” de PS e PSD “tentarem perceber quem é que teve mais familiares no Governo”.

Amadora, Lisboa, 06 abr (Lusa) – A coordenadora do BE, Catarina Martins, criticou hoje o “espetáculo um pouco deplorável” de PS e PSD “tentarem perceber quem é que teve mais familiares no Governo”, lamentando que o debate político esteja longe de onde devia.

No encerramento do II Encontro Nacional do Trabalho Local do Bloco de Esquerda, que decorreu hoje na Amadora, em Lisboa, Catarina Martins considerou que, quando se está a “escolher sobre as questões mais essenciais”, constata-se que “o debate político tem ido para todo o lado, menos para onde deve estar”, que é nas propostas para o país e para a vida concreta das pessoas.

“Nos últimos dias temos assistido a um espetáculo um pouco deplorável. Vemos PS e PSD a tentarem perceber quem é que teve mais familiares no Governo, vemos o PSD a tentar perceber se o Paulo Rangel tinha razão quando defendia que os advogados não podiam ser deputados ou afinal tem razão quando acumula as duas funções como se nada fosse”, criticou.

Mas a líder do BE não deixou de fora o CDS-PP, acusando os centristas de estarem a “tentar esconder” Nuno Melo e “a apresentar já os candidatos para as legislativas como se nem sequer houvesse eleições europeias”.

“Não vemos ninguém a debater o que importa”, condenou.

JF // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS