Cardoso e Cunha: Cavaco Silva agradece o “talento ao serviço de Portugal”

O ex-Presidente da República Cavaco Silva manifestou hoje o seu “imenso pesar” pela morte do homem que escolheu para primeiro comissário europeu português, António Cardoso e Cunha, e agradeceu-lhe “a forma como pôs o seu talento ao serviço de Portugal”.

Cardoso e Cunha: Cavaco Silva agradece o

Cardoso e Cunha: Cavaco Silva agradece o “talento ao serviço de Portugal”

O ex-Presidente da República Cavaco Silva manifestou hoje o seu “imenso pesar” pela morte do homem que escolheu para primeiro comissário europeu português, António Cardoso e Cunha, e agradeceu-lhe “a forma como pôs o seu talento ao serviço de Portugal”.

“Competente, dinâmico, determinado e com excelente capacidade de direção, fez um bom trabalho em Bruxelas nas pastas que ocupou e, atento à defesa dos interesses nacionais, foi importante para que a integração de Portugal fosse um sucesso”, sublinha o anterior chefe de Estado numa nota enviada à agência Lusa.

Cavaco Silva manifesta “imenso pesar” pela morte do seu antigo colega no governo liderado por Francisco Sá Carneiro e também a sua “escolha para primeiro comissário português na então Comunidade Económica Europeia”, responsável pelas áreas da energia e das pescas.

“O desempenho e a ampla experiência de Cardoso e Cunha em Bruxelas justificou a minha escolha para liderar um dos mais ambiciosos projetos que Portugal conheceu no final do século XX — a realização da Expo’98”, afirma.

Para o ex-Presidente, “é inequívoco que o sucesso da Exposição Internacional de Lisboa, assim como a revolução urbana que mudou radicalmente a fisionomia da zona oriental da cidade se ficam a dever, em primeira linha, à visão, à coragem e à notável capacidade de organização de Cardoso e Cunha”.

“No momento da sua partida, presto-lhe uma sentida homenagem e renovo o agradecimento pela forma como pôs o seu talento ao serviço de Portugal”, conclui o ex-chefe de Estado.

António Cardoso e Cunha, primeiro comissário europeu português, morreu no domingo com 87 anos.

Engenheiro químico de formação e militante do PSD, Cardoso e Cunha foi deputado, ministro da Agricultura e Pescas de Governos da AD liderados por Sá Carneiro e presidente da TAP.

Em 1986, após a adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia (CEE), foi nomeado comissário europeu, cargo que ocupou até 1993.

No final da década de 1990, foi nomeado comissário da Expo’98 e em seguida presidente do Conselho de Administração da TAP, tendo saído do cargo em 2004 para dar lugar a Fernando Pinto.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS