Câmara de Lisboa multada até 20ME por 225 passar dados pessoais à Rússia

Proteção de Dados identificou 225 contraordenações nas comunicações feitas pela Câmara de Lisboa no âmbito de manifestações.

Câmara de Lisboa multada até 20ME por 225 passar dados pessoais à Rússia

Câmara de Lisboa multada até 20ME por 225 passar dados pessoais à Rússia

Proteção de Dados identificou 225 contraordenações nas comunicações feitas pela Câmara de Lisboa no âmbito de manifestações.

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) identificou 225 contraordenações nas comunicações feitas pela Câmara de Lisboa no âmbito de manifestações, ficando a autarquia sujeita a coimas, por cada uma, até 10 a 20 milhões de euros. Na sequência de uma participação – que deu entrada na CNPD em 19 de março – relativa à comunicação à embaixada da Rússia em Portugal e ao Ministério dos Negócios Estrangeiros russo de dados pessoais dos promotores de uma manifestação, efetuada pelo município de Lisboa, a comissão de proteção de dados abriu um processo para averiguar a denúncia.

“Nos dias 17 e 22 de junho de 2022, a CNPD realizou ação inspetiva nas instalações do município de Lisboa para verificar o tratamento de dados pessoais relativo aos avisos de reuniões, comícios, manifestações ou desfiles, em lugares públicos”, lê-se no relatório hoje divulgado por esta entidade, que conclui que a autarquia presidida por Fernando Medina (PS) cometeu um total de 225 contraordenações.

Segundo o projeto de deliberação da CNPD, hoje conhecido, 111 contraordenações dizem respeito à comunicação de dados a terceiros, 111 são relativas à difusão de informações para serviços e gabinetes municipais, existindo ainda uma comunicação que viola o “direito de informação”, outra que põe em causa o princípio da limitação da conservação de dados e, por fim, uma contraordenação por ausência da avaliação de impacto sobre a proteção de dados (AIPD).

Impala Instagram


RELACIONADOS