Brasil/Eleições: Sete em cada 10 brasileiros temem agressões por razões políticas – estudo

Sete em cada 10 brasileiros temem agressões por razões políticas aponta uma sondagem sobre as eleições presidenciais formulada a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade.

Brasil/Eleições: Sete em cada 10 brasileiros temem agressões por razões políticas - estudo

Brasil/Eleições: Sete em cada 10 brasileiros temem agressões por razões políticas – estudo

Sete em cada 10 brasileiros temem agressões por razões políticas aponta uma sondagem sobre as eleições presidenciais formulada a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade.

O levantamento “Violência e Democracia: panorama brasileiro pré-eleições de 2022, perceções sobre medo de violência, autoritarismo e democracia”, realizado pelo DataFolha, que ouviu 2.100 pessoas em 130 municípios brasileiros, entre 03 e 13 de agosto, indicou que 67,5% dos entrevistados respondeu sim quando questionados se estão com medo de serem “agredidos fisicamente pela sua escolha política ou partidária”.

A sondagem também mostrou que 3,2% dos entrevistados alegaram que sofreram ameaças por motivos políticos no mês anterior, ou seja, mais de cinco milhões de pessoas.

O DataFolha detetou que 88,1% dos entrevistados disseram que o próximo Presidente eleito deve tomar posse em 1 de janeiro. Além disso, para 89,3%, é essencial “escolher seus líderes em eleições livres e transparentes.”

A sondagem também indicou que o medo da violência cresceu.

A percentagem de brasileiros que declararam terem medo de morrer assassinados cresceu de 74,9% em 2017 (quando foi feita uma sondagem sobre o tema), para 82,5% em 2022.

Também houve aumento do medo de ser vítima de violência policial. Considerando as duas polícias (civil e militar), 65,7% dos entrevistados afirmaram terem medo de sofrer violência e 1,9% declararam terem sido vítimas de pelo menos uma das polícias no último mês.

Questionados sobre armas, a maioria dos brasileiros (66,4% dos entrevistados) disseram não acreditar que armar a população aumentará a segurança, o que indica uma discordância em relação as políticas defendidas pelo Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.

Segundo o DataFolha, a margem de erro da sondagem é de 2 pontos para mais ou para menos, considerando um intervalo de confiança de 95%.

CYR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS