Brasil/Eleições: Líder da Igreja Universal do Reino de Deus reconhece vitória de Lula

O fundador e líder da Igreja Universal do Reino de Deus reconheceu a vitória de Lula da Silva nas presidenciais brasileiras e pediu aos evangélicos o fim da mágoa contra o futuro Presidente brasileiro.

Brasil/Eleições: Líder da Igreja Universal do Reino de Deus reconhece vitória de Lula

Brasil/Eleições: Líder da Igreja Universal do Reino de Deus reconhece vitória de Lula

O fundador e líder da Igreja Universal do Reino de Deus reconheceu a vitória de Lula da Silva nas presidenciais brasileiras e pediu aos evangélicos o fim da mágoa contra o futuro Presidente brasileiro.

“Quantas pessoas neste Brasil, inclusive cristãos, devem ter ficado iradas contra o Lula, magoados, e agarraram um sentimento de mágoa contra ele? Ora, minha amiga, meu amigo, vamos colocar a cabeça no lugar. Fizemos nossas escolhas e a escolha foi da maioria, obviamente, que votou”, afirmou, num vídeo partilhado nas suas redes sociais, Edir Macedo.

“Não podemos ficar com mágoa, porque é isso que o diabo quer”, insistiu o líder da poderosa igreja evangélica, uma fação religiosa que representa cerca de 30% da população brasileira e que demonstrou um fervoroso apoio à reeleição de Jair Bolsonaro na Presidência do Brasil.

“Vamos olhar para frente. Eu orei: ‘Ó, Deus, quero que Bolsonaro ganhe, mas seja feita a sua vontade, é o senhor quem manda’ e Deus fez a vontade dele”, frisou.

Edir Macedo junta-se assim aos mais proeminentes apoiantes do Presidente brasileiro que reconheceram o resultado das eleições presidenciais de domingo.

Após um silêncio de dois dias, o próprio Jair Bolsonaro admitiu na terça-feira que sempre jogou “dentro das quatro linhas da Constituição” e, apesar de não felicitar Lula da Silva, deu a entender que iria respeitar o resultado.

Hoje começou o processo de transição. Do lado de Lula da Silva, o vice-presidente eleito do Brasil, Geraldo Alckmin, a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, e do ex-ministro da Educação, Aloizio Mercadante, estiveram reunidos com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, escolhido por Jair Bolsonaro como coordenador do processo de transição, e com o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos.

Geraldo Alckmin, em conferência de imprensa, afirmou que “a conversa foi bastante proveitosa, muito objetiva”.

“A transição já começou”, garantiu Alckmin, após a reunião.

Nesta reunião foi ainda acertada uma proposta de emenda à Constituição que autoriza as despesas acima do teto de gastos e assim continuar com o apoio mensal de cerca de 125 euros à população mais carenciada.

Com 100% dos votos contados, Luiz Inácio Lula da Silva ganhou as eleições presidenciais de domingo por uma margem estreita, recebendo 50,9% dos votos, contra 49,1% para Jair Bolsonaro, que procurava um novo mandato de quatro anos.

Lula da Silva assumirá novamente a Presidência do Brasil em 01 de janeiro de 2023 para um terceiro mandato, após ter governado o país entre 2003 e 2010.

 

MIM // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS