Brasil retomará diplomacia com a Venezuela governada por Maduro

O Brasil reabrirá a sua embaixada e restabelecerá relações diplomáticas com o Governo venezuelano do Presidente, Nicolás Maduro, alterando a política atual do Presidente cessante, Jair Bolsonaro, que reconhece o líder da oposição Juan Guaidó como governante da Venezuela.

Brasil retomará diplomacia com a Venezuela governada por Maduro

Brasil retomará diplomacia com a Venezuela governada por Maduro

O Brasil reabrirá a sua embaixada e restabelecerá relações diplomáticas com o Governo venezuelano do Presidente, Nicolás Maduro, alterando a política atual do Presidente cessante, Jair Bolsonaro, que reconhece o líder da oposição Juan Guaidó como governante da Venezuela.

A informação foi confirmada pelo futuro ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, que teve a sua indicação na chefia da pasta dos Negócios Estrangeiros confirmada pelo Presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, na semana passada.

“Com relação à Venezuela o Presidente [Lula da Silva] também me instruiu que restabelecesse as relações com a Venezuela, o que faremos a partir do dia 01 [de janeiro] enviando num primeiro momento um encarregado de negócios para retomar os prédios que nós temos lá, residências, e reabrir a embaixada. Posteriormente vamos indicar um embaixador junto ao Governo venezuelano”, disse Vieira, numa conferência de imprensa.

Os jornalistas insistiram na pergunta sobre o posicionamento em relação a Juan Gauidó, o futuro ministro acrescentou que a embaixada brasileira atuará “junto ao Governo que está, ao Governo que foi eleito e que está lá”, que “é o Governo do Presidente [Nicolás] Maduro”.

O Governo do Presidente cessante reconhece Juan Guaidó como presidente legítimo da Venezuela desde 2019, o que o levou o país a suspender suas relações diplomáticas com a Venezuela.

Jair Bolsonaro também proibiu a entrada de altos funcionários do governo venezuelano no país, acusados de favorecer o regime de Maduro.

Devido a essa proibição, Maduro ainda não conseguiu ser convidado pelos canais diplomáticos para a posse de Lula da Silva em 01 de janeiro de 2023.

Guaidó perdeu apoio no ano passado, mas continua tendo o reconhecimento formal dos Estados Unidos da América, da União Europeia e do Governo de Portugal como Presidente da Venezuela.

CYR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS