Bolívia anuncia que vai pedir troca de diplomatas espanhóis

A Bolívia anunciou que vai pedir que diplomatas sejam substituídos após o incidente na residência do embaixador mexicano que serviria para facilitar “fuga” de um ex-ministro.

Bolívia anuncia que vai pedir troca de diplomatas espanhóis

Bolívia anuncia que vai pedir troca de diplomatas espanhóis

A Bolívia anunciou que vai pedir que diplomatas sejam substituídos após o incidente na residência do embaixador mexicano que serviria para facilitar “fuga” de um ex-ministro.

Cidade do México, 29 dez 2019 (Lusa) – A Bolívia anunciou que vai pedir que os diplomatas espanhóis sejam substituídos após o incidente na residência do embaixador mexicano, cujo objetivo, acusou, era de facilitar a “fuga” de um ex-ministro do antigo Presidente Evo Morales.

A informação foi prestada este sábado pelo ministro interino do Governo da Bolívia, Arturo Murillo, após o incidente de sexta-feira, que envolveu funcionários da embaixada da Espanha que vieram acompanhados de “encapuzados” e “presumivelmente armados” para a residência da embaixadora mexicana naquele país, Maria Teresa Mercado.

A residência abriga uma dúzia de pessoas que foram acusadas pelo Governo interino da Bolívia de vários crimes, incluindo alguns ex-ministros de Morales.

Murillo disse aos jornalistas que pedirá pessoalmente à Presidente interina, Jeanine Ánez, e à ministra das Relações Exteriores, Karen Longaric, para fazer o pedido de troca de funcionários diplomáticos na embaixada espanhola em La Paz.

O Ministério das Relações Exteriores da Bolívia acusou na sexta-feira a embaixada espanhola em La Paz de cometer “ultrajes” à sua soberania no âmbito do incidente com a polícia boliviana que guarda a residência do embaixador mexicano.

O Governo espanhol esclareceu que a visita de seus diplomatas na Bolívia era exclusivamente de “cortesia” e negou que fosse para facilitar a saída de pessoas.

Da mesma forma, a Espanha instruiu uma investigação e enviará uma missão para iniciar a investigação.

Enquanto isso, o delegado boliviano na comunidade internacional, o ex-Presidente Jorge Quiroga, exigiu que o Governo espanhol assumisse sua responsabilidade neste incidente e disse que Espanha e México fazem parte da “conspiração” contra a reconstrução democrática da Bolívia.

A embaixada do México na Bolívia afirmou também este sábado que prossegue o cerco policial, agora por meio de drones.

A missão diplomática informou na rede social Twitter que “a vigilância continua na residência do México na Bolívia” e que “os drones sobrevoam a residência oficial”.

Além disso, a embaixada publicou imagens que mostram polícias em torno da residência e uma série de vídeos com drones a sobrevoarem o prédio.

Bolívia e México mantêm uma tensão diplomática desde que o ex-Presidente Evo Morales foi acolhido naquele país depois de renunciar ao poder em novembro passado, forçado pelas forças armadas, denunciando um golpe de estado para o derrubar.

JMC // JMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS