Biden pede às petrolíferas dos EUA para aumentar produção e baixar preços

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu hoje às grandes petrolíferas para tomarem ações imediatas para aumentar a produção e baixar os preços, num momento de escalada dos custos dos combustíveis.

Biden pede às petrolíferas dos EUA para aumentar produção e baixar preços

Biden pede às petrolíferas dos EUA para aumentar produção e baixar preços

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu hoje às grandes petrolíferas para tomarem ações imediatas para aumentar a produção e baixar os preços, num momento de escalada dos custos dos combustíveis.

Biden fez o apelo em várias cartas, hoje tornadas públicas e enviadas na terça-feira aos presidentes da ExxonMobil, Chevron, BP America, Shell USA, Phillips 66, Marathon e Valero.

Estas cartas sobem o tom na campanha de pressão de Biden sobre as petrolíferas, que o Presidente acusa de manterem a produção baixa enquanto a procura se mantém e os preços sobem, atingindo números nunca antes vistos e prejudicando os consumidores.

“A crise enfrentada pelas famílias americanas requer atenção imediata. As vossas empresas precisam de trabalhar com o meu Governo, imediatamente, para encontrar soluções concretas e de curto prazo para lidar com esta crise”, escreveu Biden.

O líder norte-americano anunciou que a secretária de Energia, Jennifer Granholm, realizará em breve uma reunião de emergência para tratar do assunto e pediu às empresas petrolíferas que façam as suas propostas antes dessa reunião.

Biden também avisou que o seu Governo está disposto a usar as ferramentas “apropriadas” para aumentar a produção de energia e garantir que a gasolina fique disponível a preços razoáveis, em todo o país.

O preço médio do galão de gasolina (3,78 litros) nos EUA chegou aos cinco dólares, neste fim de semana, um recorde histórico e que acontece quando o país vive os mais altos níveis de inflação em 40 anos.

Em linha com as suas declarações anteriores, Biden considerou que o “principal responsável” pelo aumento dos preços é o Presidente russo, Vladimir Putin, e sua guerra na Ucrânia, mas denunciou que as petrolíferas estão a repassar o custo adicional da produção de energia aos consumidores, em vez de assumir parte desse custo.

“Não é aceitável que, em tempo de guerra, as margens das petrolíferas sejam repassadas diretamente às famílias americanas”, sublinhou o Presidente.

Biden na semana passada já tinha elevado o tom do seu discurso, numa intervenção no porto de Los Angeles, onde acusou a Exxon de ter tido “mais lucro do que Deus”.

Recentemente, a American Automobile Association (AAA) estimou que o preço da gasolina continue a subir durante os meses de verão, quando os norte-americanos usam mais os seus veículos para viajar.

RJP // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS