Banco Mundial abre novo ciclo de financiamento para ajuda aos países mais pobres

O Banco Mundial e o Senegal vão dar o pontapé de saída no 20.º reabastecimento financeiro da Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA20), que começou este mês e prolonga-se até junho de 2025.

Banco Mundial abre novo ciclo de financiamento para ajuda aos países mais pobres

Banco Mundial abre novo ciclo de financiamento para ajuda aos países mais pobres

O Banco Mundial e o Senegal vão dar o pontapé de saída no 20.º reabastecimento financeiro da Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA20), que começou este mês e prolonga-se até junho de 2025.

“A República do Senegal e o grupo Banco Mundial vão organizar uma reunião de alto nível a 07 de julho de 2022, com os líderes africanos para intensificar a voz poderosa dos países africanos no que toca à implementação do programa IDA20, cujo pacote financeiro e de políticas os chefes de Estado advogaram com tanto sucesso, no ano anterior, numa cimeira semelhante em Abidjan”, lê-se num comunicado enviado à Lusa.

A reunião será liderada pelo Presidente do Senegal, Macky Sall, e vai “encorajar os líderes e executores a explorarem integralmente o potencial da IDA20, assente nos conhecimentos técnicos globais e presença nos países do Banco Mundial, para produzir resultados duradouros em favor dos cidadãos africanos.

A IDA é um dos principais financiadores para o combate à pobreza extrema nos países mais pobres do mundo, pertencendo ao grupo Banco Mundial, concede empréstimos e subvenções com juros baixos ou nulos a países para projetos e programas que fomentem o crescimento económico, criem resiliência e melhorem as vidas das populações pobres em todo o mundo, de acordo com a instituição.

África tem o maior número de países beneficiários da IDA, 39 em 74, e desde 1960 já concedeu mais de 450 mil milhões de dólares, cerca de 432 mil milhões de euros, para investimentos em 114 países.

MBA // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS