BADEA poderá financiar construção de estradas na Guiné-Bissau

O Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África poderá financiar a construção de 80 quilómetros de estradas em Bissau e na região de Gabu, nordeste da Guiné-Bissau.

BADEA poderá financiar construção de estradas na Guiné-Bissau

BADEA poderá financiar construção de estradas na Guiné-Bissau

O Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África poderá financiar a construção de 80 quilómetros de estradas em Bissau e na região de Gabu, nordeste da Guiné-Bissau.

Bissau, 15 dez 2020 (Lusa) – O Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África poderá financiar a construção de 80 quilómetros de estradas em Bissau e na região de Gabu, nordeste da Guiné-Bissau, anunciou hoje o ministro das Finanças guineense, João Fadiá.

Segundo o ministro das Finanças, o projeto está orçado em 72 milhões de dólares e vai ser agora analisado pelo conselho de administração do BADEA.

O financiamento será feito através de um empréstimo concessional de longo prazo, com taxas de juro baixas e com um período de carência, explicou o ministro.

“Para além disso, há mais projetos que o banco vai analisar e procurar financiar. Em janeiro haverá uma missão técnica de avaliação”, precisou o ministro João Fadiá.

O anúncio foi feito no âmbito de uma visita que o diretor-geral do BADEA está a realizar à Guiné-Bissau para apresentar a nova estratégia daquela instituição financeira, que passa agora por também financiar o setor privado.

Nesse sentido, o diretor-geral do BADEA, Sidi Ould Tah, esteve hoje também reunido com o setor privado guineense e bancos, tendo anunciado a possibilidade de estabelecer linhas de créditos para projetos que dinamizem a área industrial, incluindo a transformação local de caju.

O diretor-geral do BADEA esteve também reunido com vários ministérios para analisar projetos para os quais o país tem necessidade de financiamento, disse o ministro.

Sidi Ould Tah disse estar muito otimista com a visita à Guiné-Bissau, salientando que foram analisados projetos de apoio ao desenvolvimento em vários setores, que permitiram ao banco ter uma visão global das prioridades do Governo guineense.

MSE // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS