Autarca de Nova Iorque apresentou candidatura à presidência dos EUA

O presidente da Câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, anunciou hoje a sua candidatura à nomeação pelo partido Democrata à Presidência dos EUA e será o 23.º pretendente Democrata a entrar na corrida.

Autarca de Nova Iorque apresentou candidatura à presidência dos EUA

Autarca de Nova Iorque apresentou candidatura à presidência dos EUA

O presidente da Câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, anunciou hoje a sua candidatura à nomeação pelo partido Democrata à Presidência dos EUA e será o 23.º pretendente Democrata a entrar na corrida.

Num vídeo colocado na rede social YouTube, Bill de Blasio, 58 anos, apresentou hoje as suas ideias para a Presidência dos EUA, dizendo-se preparado para enfrentar o atual inquilino da Casa Branca, Donald Trump, com o enfoque em políticas para a classe média trabalhadora que já testou durante o seu mandato autárquico em Nova Iorque.

“Estou a concorrer à Presidência porque é hora de colocar os trabalhadores em primeiro lugar”, disse Blasio no seu vídeo.

“Há muito dinheiro neste mundo. Há muito dinheiro neste país. Está nas mãos erradas”, explicou o autarca de Nova Iorque, encostando o seu programa eleitoral mais à esquerda no Partido Democrata.

Bill de Blasio há vários meses que ponderava a sua candidatura às primárias do seu partido, mas foi adiando a sua decisão, perante sondagens que lhe indicam fracos níveis de popularidade e de aceitação das suas ideias.

Casado com uma mulher negra, de quem teve dois filhos, Bill de Blasio é popular entre a comunidade negra, mas as sondagens dizem que os hispânicos estão muito divididos sobre as suas ideias e personalidade e a população branca e conservadora é maioritariamente crítica do seu mandato em Nova Iorque.

Eleito pela primeira vez para a Câmara de Nova Iorque em 2013, para suceder ao bilionário Michael Bloomberg, Blasio surgiu com um programa que prometia reduzir as desigualdades sociais numa cidade onde elas são flagrantes.

As suas posições políticas estão mais próximas do senador Bernie Sanders, que também se candidata à nomeação pelos Democratas para as eleições presidenciais de 2020, e contrastam em vários pontos com o programa eleitoral da candidata Democrata nas eleições de 2016, Hillary Clinton.

Uma biografia escrita sobre si há alguns anos tinha o título de “O Pragmático”, remetendo para a sua capacidade de se adaptar às diferentes circunstâncias políticas, para maximizar as suas probabilidades de eleição.

Na segunda-feira, como prelúdio da sua campanha eleitoral para a Presidência dos EUA, Blasio foi para a entrada do prédio Trump, sede da Organização Trump, em Nova Iorque, denunciar aquele edifício como sendo um dos mais poluidores da cidade.

Nos dias seguintes, envolveu-se em trocas azedas de mensagens nas redes sociais com os filhos do Presidente norte-americano, que dirigem a Organização Trump, acusando-os de “abuso de poder”.

No vídeo de apresentação de candidatura presidencial, Bill de Blasio disse estar orgulhoso de ter feito de Nova Iorque “a cidade grande mais segura dos Estados Unidos”, realçando o declínio no número de homicídios, durante o seu mandato.

Bill de Blasio terá de bater pelo menos mais 22 candidatos nas primárias do Partido Democrata para poder defrontar a provável candidatura do Republicano Donald Trump, que já anunciou a sua recandidatura e tem estado em campanha há cerca de um ano.

RJP // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS