Ataque armado mata um camionista no centro de Moçambique

Um ataque armado no centro de Moçambique provocou hoje a morte de um camionista em Amatongas, distrito de Gondola, junto à principal estrada da região, a EN6, disseram à Lusa testemunhas e autoridades.

Ataque armado mata um camionista no centro de Moçambique

Ataque armado mata um camionista no centro de Moçambique

Um ataque armado no centro de Moçambique provocou hoje a morte de um camionista em Amatongas, distrito de Gondola, junto à principal estrada da região, a EN6, disseram à Lusa testemunhas e autoridades.

Vários tiros foram disparados contra o pára-brisas do camião, atingindo o motorista que seguia sozinho na viatura que fazia o percurso Gôndola-Inchope, pelas 05:00 (03:00 em Lisboa).

“O camião tinha me ultrapassado quando eu estava a recolher passageiros e pouco depois encontrei-o fora da estrada. Pensei que tinha sido um acidente, mas depois percebemos que era um ataque e recuámos”, contou à Lusa, Samuel Lourenço, que faz transporte de passageiros no troço Chimoio-Inchope.

Inchope é o ponto onde se cruzam a EN1, que atravessa o país de Norte a Sul, e a EN6, corredor estratégico da Beira ao Zimbábue.

A Polícia confirmou o ataque de hoje voltou a atribuir a nova incursão à Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) e ao seu grupo de seus dissidentes, a autoproclamada Junta Militar da Renamo, que tem uma direção paralela ao principal partido da oposição desde julho, reivindicando alterações ao acordo de paz assinado com o Governo.

“Quando a Polícia tomou conhecimento da ocorrência, fez-se ao local de forma imediata, garantido o restabelecimento da circulação de pessoas e bens e intensificando operações no terreno para identificar, neutralizar e responsabilizar criminalmente os autores” precisou Mateus Mindu, porta-voz daquela força de segurança, em conferência de imprensa.

O ataque ocorreu próximo de uma posição policial e condicionou a circulação de viaturas no principal corredor que liga o porto da Beira, no oceano Indico, aos países africanos do interior.

Este é o primeiro ataque que ocorre este ano na EN6.

A estrada é alvo de emboscadas a camiões e autocarros de passageiros desde agosto, ataques que também se registam nalgumas aldeias e que já provocaram 22 mortos.

AYAC // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS