Angola eleita para presidência rotativa da OPEP em 2021

Angola foi hoje eleita para a presidência rotativa da conferência de ministros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em 2021, em substituição da Argélia.

Angola eleita para presidência rotativa da OPEP em 2021

Angola eleita para presidência rotativa da OPEP em 2021

Angola foi hoje eleita para a presidência rotativa da conferência de ministros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em 2021, em substituição da Argélia.

A eleição aconteceu durante a 180.ª reunião da OPEP que decorre, por videoconferência, em Viena, Áustria, noticia a agência de notícias angolana, Angop.

Os dois países foram eleitos para os cargos em dezembro de 2019.

A presidência desta conferência de ministros é anual e por ordem alfabética, sendo que o vice-presidente assume a liderança no ano seguinte.

Angola já liderou a OPEP em 2009, dois anos depois de aderir à organização (2007), cujo presidente era na altura o ex-ministro dos Petróleos, Desidério Costa, que foi coadjuvado pelo ex-ministro de Minas e Energia do Equador, Galo Chiriboga, indicou a Angop.

Angola foi admitida como membro de pleno direito do grupo petrolífero durante a 143.ª conferência extraordinária da instituição, que decorreu em Abuja, Nigéria, em 14 de dezembro de 2006.

A OPEP existe desde 15 setembro de 1960 e integra a Argélia, Angola, Guiné Equatorial, Gabão, Irão, Iraque, Koweit, Líbia, Nigéria, República do Congo, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Venezuela, Equador, Indonésia e Qatar.

 

RCR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS