Angola cria comissão multissetorial para preparar presidência da CPLP

Angola criou uma comissão multissetorial para preparar a XIII Cimeira dos Chefes de Estado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Luanda, e coordenar a presidência do grupo lusófono, que vai assumir em 2021.

Angola cria comissão multissetorial para preparar presidência da CPLP

Angola cria comissão multissetorial para preparar presidência da CPLP

Angola criou uma comissão multissetorial para preparar a XIII Cimeira dos Chefes de Estado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Luanda, e coordenar a presidência do grupo lusófono, que vai assumir em 2021.

Segundo o despacho presidencial hoje publicado no Diário da República, a Comissão Ad Hoc, coordenada pelo ministro das Relações Exteriores, integra ainda o ministro do Interior (coordenador-adjunto), as ministras das Finanças, Educação e Cultura, Turismo e Ambiente, e os ministros da Economia e Planeamento, Recursos Minerais, Petróleo e Gás, e das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Angola deveria ter assumido a presidência da CPLP em julho deste ano, na sequência da deliberação saída da XII Cimeira, realizada em Cabo Verde, em 2018, mas a pandemia de covid-19 levou ao adiamento desta intenção, acabando Cabo Verde por prolongar até 2021 a presidência rotativa da organização.

A comissão, responsável por elaborar o programa para a presidência angolana e o respetivo orçamento, inicia os seus trabalhos seis meses antes de esta se iniciar — cuja data está ainda por definir — e termina três meses depois da passagem de pastas para a nova liderança.

Deve ainda apresentar relatórios trimestrais e um relatório final sobre as atividades desenvolvidas, trinta dias após o fim da presidência de Angola, determina o diploma.

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

 

RCR // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS