Ana Gomes considera “inaceitável” desvalorização da eleição presidencial pelo PS

Ana Gomes afirmou que não podia “desertar” do combate das próximas eleições presidenciais face à situação do país e considerou “inaceitável a desvalorização” deste ato eleitoral pelo PS.

Ana Gomes considera

Ana Gomes considera “inaceitável” desvalorização da eleição presidencial pelo PS

Ana Gomes afirmou que não podia “desertar” do combate das próximas eleições presidenciais face à situação do país e considerou “inaceitável a desvalorização” deste ato eleitoral pelo PS.

A ex-eurodeputado socialista Ana Gomes afirmou hoje que não podia “desertar” do combate das próximas eleições presidenciais face à situação do país e considerou “inaceitável a desvalorização” deste ato eleitoral pelo PS.

Na declaração em que anunciou a sua entrada na corrida a Belém, na Casa de Imprensa, em Lisboa, Ana Gomes prometeu colaborar com os governos, ser dialogante, mas também combater os interesses instalados em nome da transparecia.

Numa conferência de imprensa em que optou por não surgir rodeada de apoiantes, Ana Gomes disse que, “durante meses e meses”, esperou que o seu partido apresentasse um candidato próprio, saído das suas fileiras ou da sua área política, mas isso não aconteceu.

“Não compreendo nem aceito a desvalorização de um ato tão significante como as eleições presidenciais. O Presidente da República não é eleito para governar, mas a Constituição atribui-lhe um papel vital no equilíbrio do sistema político e partidário. Cabe-lhe defender a Constituição”, declarou.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS