Alemã BASF vai cortar 6.000 postos de trabalho até 2021

O fabricante de produtos químicos anunciou que vai suprimir 6.000 postos de trabalho, no âmbito do processo de “realinhamento organizacional”, que vai permitir poupança de quase 300 ME.

Alemã BASF vai cortar 6.000 postos de trabalho até 2021

Alemã BASF vai cortar 6.000 postos de trabalho até 2021

O fabricante de produtos químicos anunciou que vai suprimir 6.000 postos de trabalho, no âmbito do processo de “realinhamento organizacional”, que vai permitir poupança de quase 300 ME.

Frankfurt, Alemanha, 27 jun 2019 (Lusa) — A alemã BASF, fabricante de produtos químicos, anunciou que vai suprimir 6.000 postos de trabalho até 2021, no âmbito do processo que denominou “realinhamento organizacional”, que vai permitir uma poupança de quase 300 milhões de euros.

Citada pela Associated Press, a BASF indicou, em comunicado, que esta reestruturação vai permitir economizar cerca de 300 milhões de euros (340 milhões de dólares) e reorganizar a estrutura da empresa.

A fabricante alemã, presente em Portugal, pretende assim ter sedes corporativas de menor dimensão e um papel mais forte nas operações regionais.

De acordo com os últimos dados disponíveis, reportados a 2018, a empresa tem 122.400 funcionários, 75.000 dos quais na Europa.

A BASF tem sede em Ludwingshafen, na Alemanha, e fabrica produtos químicos para a indústria dos plásticos, materiais industriais, pigmentos, ingredientes para ração animal e produtos químicos agrícolas.

A Lusa tentou contactar a BASF para saber quais as implicações deste processo para Portugal, mas, até ao momento, não obteve resposta.

PE // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS