Aga Khan considera Portugal «um país de oportunidade»

Aga Khan considera Portugal «um país de oportunidade»

O líder ismaelita, Aga Khan, considerou hoje Portugal “um país de oportunidade”, cuja visão pluralista se revelou ao longo da História e mais recentemente nos “fortes papéis” desempenhados na ONU, na UNESCO, na Comissão Europeia e na OIM.

O líder ismaelita, Aga Khan, considerou hoje Portugal “um país de oportunidade”, cuja visão pluralista se revelou ao longo da História e mais recentemente nos “fortes papéis” desempenhados na ONU, na UNESCO, na Comissão Europeia e na OIM.

“Esta visão pluralista tem vindo a ser refletida em muitos momentos, ao longo da História portuguesa, e tem sido expressada de uma forma poderosa, na recente emergência deste país no plano global, como influenciador”, disse o líder dos ismaelitas ao discursar o parlamento português.

Aga Khan citou, “apenas para mencionar alguns exemplos”, o que classificou como “fortes papéis desempenhados pela liderança portuguesa” nas Nações Unidas e na UNESCO, na Comissão Europeia e – desde a semana passada – na Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Numa sessão no Salão Nobre, em que esteve ao lado do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, Aga Khan definiu Portugal como “o local ideal” para concluir as celebrações do aniversário do jubileu de diamante, 60 anos como imã dos muçulmanos shia ismaili.

 


RELACIONADOS

Aga Khan considera Portugal «um país de oportunidade»

O líder ismaelita, Aga Khan, considerou hoje Portugal “um país de oportunidade”, cuja visão pluralista se revelou ao longo da História e mais recentemente nos “fortes papéis” desempenhados na ONU, na UNESCO, na Comissão Europeia e na OIM.