Afeganistão: Talibãs admitem “problemas técnicos” para retomar voos em Cabul

Os talibãs vão retomar os voos do aeroporto de Cabul assim que resolverem alguns “problemas técnicos”, pedindo ajuda à Turquia e ao Qatar, disse o porta-voz do grupo, Zabihullah Mujahid, ao canal de televisão Al-Jazeera.

Afeganistão: Talibãs admitem

Afeganistão: Talibãs admitem “problemas técnicos” para retomar voos em Cabul

Os talibãs vão retomar os voos do aeroporto de Cabul assim que resolverem alguns “problemas técnicos”, pedindo ajuda à Turquia e ao Qatar, disse o porta-voz do grupo, Zabihullah Mujahid, ao canal de televisão Al-Jazeera.

“Estamos a estudar e avaliar os aspetos técnicos e, se conseguirmos superar esses problemas, vamos retomar os voos. Caso contrário, vamos pedir ajuda aos países amigos”, disse Mujahid.

O porta-voz confirmou que estão em negociações com a Turquia e o Qatar para os ajudar neste assunto.

Os talibãs entraram na manhã de hoje triunfantes no aeroporto de Cabul, após a partida dos últimos soldados norte-americanos.

Mujahid, que liderou um grupo de autoridades até a pista do aeroporto, substituiu a sua expressão geralmente impassível por um largo sorriso.

“O mundo deve ter aprendido a sua lição e este é o momento de apreciar a vitória”, disse o porta-voz dos talibãs.

Aos combatentes, no local, Mujahid disse esperar “que sejam muito cautelosos ao lidarem com a nação”.

“A nossa nação sofreu uma guerra e uma invasão e o povo já não tem mais tolerância”, acrescentou.

Mujahid afirmou que “haverá segurança em Cabul e as pessoas não se devem preocupar”.

O general da Marinha Frank McKenzie, chefe do Comando Central do Exército dos EUA, já tinha afirmado que as tropas “desmilitarizaram” o sistema para que nunca mais pudesse ser utilizado.

Outros oficiais norte-americanos disseram que as tropas não explodiram equipamentos para garantir que deixavam o aeroporto operacional para futuros voos, assim que recomecem.

McKenzie adiantou que os EUA também desativaram 27 viaturas blindadas e 73 aviões, que não poderão ser utilizados de novo.

O aeroporto foi cenário de cenas caóticas e mortíferas desde que os talibãs começaram a conquistar cidades no Afeganistão, até tomarem Cabul, em 15 de agosto.

CSR (JMC) // PMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS