Afeganistão: Guterres “profundamente preocupado” convoca Conselho de Segurança

O secretário-geral da ONU está “profundamente preocupado” com a situação em Cabul, onde ocorreu atentado terrorista que causou dezenas de mortos e feridos, e convocou Conselho de Segurança.

Afeganistão: Guterres

Afeganistão: Guterres “profundamente preocupado” convoca Conselho de Segurança

O secretário-geral da ONU está “profundamente preocupado” com a situação em Cabul, onde ocorreu atentado terrorista que causou dezenas de mortos e feridos, e convocou Conselho de Segurança.

Nações Unidas, 26 ago 2021 (Lusa) — O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, está “profundamente preocupado” com a situação em Cabul, onde hoje ocorreu um atentado terrorista que causou dezenas de mortos e feridos, e convocou uma reunião do Conselho de Segurança.

Guterres “condena o atentado terrorista, que matou ou feriu numerosos civis, e estende os seus mais sentidos pêsames às famílias dos mortos”, disse o seu porta-voz, Stéphane Dujarric, durante uma conferência de imprensa.

A convocação do Conselho de Segurança, para segunda-feira, visa discutir a situação caótica no Afeganistão, depois dos atentados.

Dujarric assegurou que o chefe da ONU está a “seguir de perto a situação em Cabul, especialmente no aeroporto”, onde ocorreu o ataque, que se suspeita tenha sido realizado pelo grupo que se denomina Estado Islâmico.

“O incidente realça a volatilidade da situação no Afeganistão, mas também fortalece a nossa determinação, enquanto continuamos a levar ajuda urgente por todo o país para apoiar o povo afegão”, acrescentou o porta-voz.

O líder do Comando Central dos Estados Unidos, general Kenneth McKenzie, confirmou hoje 12 mortes e 15 feridos nos ataques desta tarde em Cabul, atribuindo a autoria das explosões a terroristas do Estado Islâmico.

McKenzie disse que os terroristas detonaram-se com bombas do lado de fora do aeroporto, e que se seguiu um ataque armado.

Uma terceira explosão ocorreu hoje em Cabul, após o duplo atentado que fez dezenas de mortos e feridos no exterior do aeroporto, onde as forças internacionais tentam retirar do Afeganistão milhares de cidadãos estrangeiros e afegãos.

A terceira explosão na capital afegã foi ouvida por muitos cidadãos e jornalistas locais, que logo partilharam nas redes sociais, e ocorreu poucas horas depois do duplo ataque bombista no aeroporto internacional de Cabul, embora, por enquanto, não haja pormenores sobre a magnitude da nova explosão.

O ataque bombista ocorreu em dois pontos distintos: um, junto a um hotel da capital afegã, e outro, junto a um dos portões do aeroporto de Cabul, onde se aglomeram milhares de afegãos tentando fugir do país antes do final da ponte aérea organizada pelos Estados Unidos e seus parceiros da NATO.

São vários os relatos de vários órgãos de comunicação social sobre a atualização do número de mortos e de feridos, com a BBC, por exemplo, a citar um responsável do Ministério da Saúde do governo afegão para dizer que o número de feridos é de, pelo menos 140, e que há pelo menos 60 mortos resultantes dos dois primeiros ataques da tarde.

RN (ANC/MB) // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS