Afeganistão: Estados Unidos lançam ataque aéreo contra Estado Islâmico

Os Estados Unidos realizaram ataque contra “um organizador” do grupo extremista Estado Islâmico (EI) no Afeganistão, que reivindicou o atentado terrorista no aeroporto de Cabul.

Afeganistão: Estados Unidos lançam ataque aéreo contra Estado Islâmico

Afeganistão: Estados Unidos lançam ataque aéreo contra Estado Islâmico

Os Estados Unidos realizaram ataque contra “um organizador” do grupo extremista Estado Islâmico (EI) no Afeganistão, que reivindicou o atentado terrorista no aeroporto de Cabul.

Os Estados Unidos realizaram um ataque contra “um organizador” do ramo do grupo extremista Estado Islâmico (EI) no Afeganistão, que reivindicou o atentado terrorista no aeroporto de Cabul, anunciaram as forças armadas norte-americanas. “O ataque aéreo sem piloto ocorreu na província afegã de Nangarhar [leste]. De acordo com as primeiras indicações, matámos o alvo“, afirmou na sexta-feira o comandante Bill Urban, do comando central.

No mesmo comunicado, o responsável adiantou desconhecer a existência “de qualquer vítima civil” no ataque realizado com ‘drone’. Este ataque ocorreu um dia depois do ataque bombista, reivindicado pelo Estado Islâmico da Província de Khorasan (ISKP, na sigla em inglês), que no Afeganistão é considerado inimigo dos talibãs.

Joe Biden prometeu represálias

Na quinta-feira, o Presidente dos EUA, Joe Biden, prometeu “caçar e fazer pagar” os autores do atentado bombista, que causou pelo menos 170 mortos e 150 feridos, incluindo 13 soldados norte-americanos. Os talibãs conquistaram Cabul em 15 de agosto, concluindo uma ofensiva iniciada em maio, quando começou a retirada das forças militares norte-americanas e da NATO.

As forças internacionais estavam no país desde 2001, no âmbito da ofensiva liderada pelos Estados Unidos contra o regime extremista (1996-2001), que acolhia no território o líder da Al-Qaida, Osama bin Laden, principal responsável pelos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. A tomada da capital pôs fim a uma presença militar estrangeira de 20 anos no Afeganistão, dos Estados Unidos e aliados na NATO, incluindo Portugal.

LEIA AINDA
Afeganistão: Número dois dos talibãs em Cabul para formação do novo governo
Talibãs dispõem de 72 mil milhões de euros em armas, veículos e aviões
Jim Banks, congressista republicano, afirma que os talibãs ganharam acesso a cerca de 72 mil milhões de euros distribuídos por armas, aviões, helicópteros, veículos e outros materiais de guerra. (… continue a ler aqui)

 

Impala Instagram


RELACIONADOS