Aeroportos sem perturbações mas situação pode mudar

Aeroportos sem perturbações mas situação pode mudar “nas próximas horas”

O ministro da Economia disse hoje que, até ao momento, não há notícias de perturbação nos aeroportos por causa da greve dos motoristas, mas alertou que a situação pode mudar “nas próximas horas” caso não sejam cumpridos os serviços mínimos.

“Nos aeroportos de Lisboa e de Faro, não tendo sido assegurado o abastecimento, atingimos níveis críticos de reservas de combustível de abastecimento dos aviões”, afirmou Siza Vieira numa conferência de imprensa realizada no Ministério da Administração Interna, em Lisboa.

“Neste momento, não temos notícia de perturbação em nenhum dos aeroportos nacionais. Houve um cancelamento de um voo em Faro e de um voo em Lisboa exclusivamente por questões de gestão de rotas, mas não quero esconder que, se não for retomado o abastecimento nas próximas horas, podemos vir a ter perturbações das operações aéreas”.

Segundo explicou, existem voos que estão a fazer escalas técnicas para abastecer noutros aeroportos.

Apesar de não haver perturbações nos voos até ao momento, “o nível de reserva [de combustível] é crítico”, acrescentou o governante.

Segundo o ministro, também as unidades autónomas de gaseificação de Faro e Olhão “precisam de abastecimento nas próximas horas para não ser prejudicado o abastecimento à região do Algarve”.

Siza Vieira garantiu que o Governo está a acompanhar a situação e a avaliar em que que medida será retomado o abastecimento “a estas infraestruturas críticas” e também a estudar “alternativas” caso a situação venha a piorar.

O ministro afirmou que com a requisição civil, que entrou hoje em vigor, os motoristas que estão de escala ficam de imediato obrigados a cumprir os serviços mínimos.

Sobre os postos de abastecimento, apelou para que as pessoas “não se precipitem” para não diminuir a capacidade de gerir a situação.

DF // MSF

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Aeroportos sem perturbações mas situação pode mudar “nas próximas horas”

O ministro da Economia disse hoje que, até ao momento, não há notícias de perturbação nos aeroportos por causa da greve dos motoristas, mas alertou que a situação pode mudar “nas próximas horas” caso não sejam cumpridos os serviços mínimos.