Aeroporto: Montijo diz que infraestrutura no concelho dá resposta imediata às necessidades do país

O presidente da Câmara do Montijo defendeu hoje que o novo aeroporto no concelho é uma “necessidade urgente” e reafirmou a convicção de que a alternativa do Campo de Tiro de Alcochete “pode demorar até 15 anos”.

Aeroporto: Montijo diz que infraestrutura no concelho dá resposta imediata às necessidades do país

Aeroporto: Montijo diz que infraestrutura no concelho dá resposta imediata às necessidades do país

O presidente da Câmara do Montijo defendeu hoje que o novo aeroporto no concelho é uma “necessidade urgente” e reafirmou a convicção de que a alternativa do Campo de Tiro de Alcochete “pode demorar até 15 anos”.

“O Montijo é uma urgência imediata. Já o era antes, em 2019, mas hoje torna-se demasiado evidente que é uma escolha necessária e urgente para resolver o problema da incapacidade aeroportuária de Lisboa. Essa resposta mais rápida, mais urgente e mais célere, só consegue ser dada com o Montijo”, disse Nuno Canta.

O autarca socialista, que falava à agência Lusa pouco depois de o Governo ter anunciado a intenção de avançar com um estudo para uma nova infraestrutura aeroportuária no Montijo e para outro aeroporto em Alcochete, afirmou-se “satisfeito” com a decisão, que considerou importante para o desenvolvimento do concelho a que preside e da região de Setúbal.

“Relativamente à questão que interessa ao Montijo, neste momento é a construção do novo aeroporto no Montijo. Relativamente a opções futuras, sobre outras localizações, serão sempre avaliadas nessa altura”, disse Nuno Canta.

“Se imaginarmos uma estratégia de longo prazo para o aeroporto no Campo de Tiro de Alcochete, há uma série de infraestruturas associadas. Para a sua construção, estamos a falar de um período de cerca de 15 anos, porque já não tem só a ver com a infraestrutura aeroportuária”, acrescentou o presidente da Câmara Municipal do Montijo.

Nuno Canta diz, no entanto, que no caso de o Governo querer avançar mais tarde com a construção de mais um aeroporto no Campo de Tiro de Alcochete, terá de decidir se quer desmantelar o Aeroporto Humberto Delgado e, também, decidir o que irá acontecer ao futuro aeroporto do Montijo.

O Governo decidiu avançar com uma nova solução aeroportuária para Lisboa, que passa por avançar com a construção de um aeroporto no Montijo, para estar operacional em 2026, e outro, a mais longo prazo, em Alcochete, ambos no distrito de Setúbal.

Segundo o Ministério das Infraestruturas, o plano passa por acelerar a construção do aeroporto do Montijo, uma solução para responder ao aumento da procura em Lisboa, complementar ao Aeroporto Humberto Delgado, até à concretização do novo aeroporto em Alcochete, que aponta para 2035.

O Governo atribuiu ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil a elaboração do Plano de Ampliação da Capacidade Aeroportuária da Região de Lisboa e respetiva avaliação ambiental estratégica, o estudo da construção do aeroporto do Montijo, enquanto infraestrutura de transição, e do novo aeroporto ‘stand alone’ (único) no Campo de Tiro de Alcochete.

A agência Lusa tentou contactar, sem sucesso, o presidente da Associação de Municípios da Região de Setúbal, André Martins, que é também presidente da Câmara Municipal de Setúbal.

GR (DA/JNM/MSF) // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS