Açores reivindicam reforço da quota do atum patudo

A secretaria regional do Mar e das Pescas solicitou à Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) o reforço da quota do atum patudo, cujo volume de capturas já se “aproxima do limite”, foi hoje anunciado.

Açores reivindicam reforço da quota do atum patudo

Açores reivindicam reforço da quota do atum patudo

A secretaria regional do Mar e das Pescas solicitou à Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) o reforço da quota do atum patudo, cujo volume de capturas já se “aproxima do limite”, foi hoje anunciado.

“A Secretaria Regional do Mar e das Pescas, através da Direção Regional das Pescas, solicitou à Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) o reforço da quota do atum patudo”, adianta uma nota do Governo Regional (de coligação PSD/CDS-PP/PPM) enviada hoje às redações.

Cabe à DGRM o controlo dos níveis de execução da quota, sendo igualmente da responsabilidade daquele organismo a comunicação dos mesmos aos departamentos governamentais das duas regiões, com competência em matéria de pescas.

“Atualmente, a chave de repartição da quota do atum patudo estabelece 85% da quota nacional para os Açores e Madeira”, explica ainda a mesma nota.

Paralelamente, “e face ao volume de capturas de atum patudo registado até à presente data, que se aproxima do limite da quota disponível, o Governo Regional dos Açores pretende condicionar as descargas daquela espécie nos portos da região”, com o objetivo de permitir “uma gestão equilibrada das capturas”.

A nota adianta ainda que a “Direção Regional das Pescas já remeteu uma proposta de portaria para os representantes da fileira da pesca, nomeadamente a Federação das Pescas dos Açores e a APASA” (Associação de Produtores de Atum e Similares dos Açores).

APE // ACL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS