Polícia liberta fotografia para identificar criança de quatro anos encontrada morta na praia

Numa medida excecional, a polícia decidiu partilhar uma imagem da criança que foi encontrada morta numa praia no Texas para o identificar

Polícia liberta fotografia para identificar criança de quatro anos encontrada morta na praia

Numa medida excecional, a polícia decidiu partilhar uma imagem da criança que foi encontrada morta numa praia no Texas para o identificar

Uma criança foi encontrada morta numa praia do Texas a 20 de outubro de 2017 e até esta quarta-feira, a sua identidade permanece desconhecida. Numa medida invulgar, a polícia do Texas decidiu partilhar no Twitter uma fotografia do menino morto , apelidado de «pequeno Jacob», com cerca de quatro anos.

O objetivo é perceber quem é pois as suas características não coincidem com nenhuma das crianças reportadas como desaparecidasnos Estados Unidos.

Este é o rosto do jovem cujo corpo deu à costa em Galveston, Texas, há três meses.

 

 

A imagem foi editada para cobrir sinais de decomposição e torná-lo mais fácil de identificar. Ao longo dos últimos três meses, a polícia do Texas acompanhou centenas de dicas, apesar da investigação intensa não foi possível identificar o «pequeno Jacob»

Até agora apenas um esboço do seu rosto tinha sido divulgado, no entanto, esse esboço não foi eficaz na identificação do menino.

Quanto às impressões digitais e DNA, estas também não corresponderam com nenhuma criança no banco de dados nacional. Porém, normalmente, as crianças, com a idade do criança, não possuem suas impressões ou DNA nesses bancos de dados.

LEIA MAIS: Crianças desaparecidas no sábado encontradas mortas no domingo

«Não estamos a publicar esta foto levianamente. Está realmente a ser feito, neste momento, como uma última opção », disse o polícia chefe, Joshua Schirard, numa conferência de imprensa na terça-feira, dia 30.

Ao jornal diário de Houston, «Houston Chronicle», a polícia revelou que a sua esperança é que alguém visse o esboço e reconheça o menino, mas não teve a certeza de avançar com esta medida.

«Nós realmente não temos outra opção», disse Banks.

«O mais importante é que o identifiquemos. Odeio lançar esta foto. É terrível. Mas acho que o objetivo de identificá-lo supera tudo.»

As autoridades ainda não sabem como o menino morreu, uma vez que uma autópsia mostrou que ele não se afogou.

O local onde a criança foi encontrada


 

Os investigadores acreditam que o menino morreu dois a três dias antes do seu corpo ter sido encontrado nas águas exatamente a oeste da praia de Stewart. Com base nas marés, as autoridades pensam que o menino tenha sido colocado na água cerca de 12 a 48 horas antes de seu corpo ser encontrado, a leste do local onde o corpo deu à costa.

O corpo tinha sinais de abuso e negligência, mas a autópsia afirmava que nenhuma das lesões parecia ser fatal.

LEIA MAIS: Filhos mais velho dos Turpin ia à escola, mas nunca denunciou maus tratos

Havia sinais de que ele também estava desnutrido, uma vez que pesava apenas 12 quilos. Uma criança com quatro anos para ser saudável deveria ter, pelo menos, mais 5 a 8 quilos.

As autoridades estão a investigar a sua morte como homicídio.

Fotos: Twitter e Departamento de polícia de Galveston

Impala Instagram


RELACIONADOS