Pedófilo eleito chefe dos bombeiros apesar de condenado por violar criança de 4 anos

Roger Gilbert Jr. de 43 anos foi eleito chefe dos bombeiros da Pensilvânia apesar de ter cadastro por ter violado uma criança de apenas quatro anos.

Pedófilo eleito chefe dos bombeiros apesar de condenado por violar criança de 4 anos

Roger Gilbert Jr. de 43 anos foi eleito chefe dos bombeiros da Pensilvânia apesar de ter cadastro por ter violado uma criança de apenas quatro anos.

Roger Gilbert Jr. de 43 anos foi eleito chefe dos bombeiros da Pensilvânia apesar de ter cadastro por ter violado uma criança de apenas quatro anos. Após várias notícias saírem sobre o seu passado, o bombeiro renunciou do cargo pois afirma ter-se sentido «atacado». «A minha família e nossa comunidade estão a ser atacadas. Eu não queria que isto continuasse. Tudo o que fiz nos últimos 18 anos foram coisas boas. Mas quem está de fora e não nos conhece está a destruir-nos. Senti que a melhor coisa a fazer era afastar-me», disse Roger Gilbert Jr..

Homem decidiu não só renunciar do cargo de chefe dos bombeiros como também sair do departamento

O homem decidiu não só renunciar do cargo de chefe dos bombeiros como também sair do departamento dos bombeiros. Gilbert, de Spartansburg, foi condenado por violar uma menina de quatro anos em 2001 e cumpriu uma sentença de cinco a dez anos por «relações sexuais desviadas involuntárias». Em 2010 decidiu juntar-se ao Departamento de Bombeiros Voluntários da Spartansburg e foi recentemente reeleito para o cargo de chefe de bombeiros por um segundo mandato, provocando indignação.

«Os bombeiros sempre elegeram seus próprios oficiais e é assim que é sempre feito»

A notícia do seu passado provocou um protesto que exigia que Gilbert fosse removido do cargo. Apesar das críticas, a presidente da Câmara Municipal, Ann Louise Wagner, apoiou Gilbert no seu novo cargo. Tanto Ann Louise como o departamento de bombeiros voluntários estão cientes da história de Gilbert, mas alegam não haver problema pois o cargo não é pago. «Os bombeiros sempre elegeram seus próprios oficiais e é assim que é sempre feito. Não questionamos as suas decisões », disse a presidente.

Crime de Roger remonta ao ano de 2000 e o homem prometeu que mudou

Apesar da presidente e do corpo de bombeiros concordarem com o cargo de Roger, a mãe deste homem não concorda por achar que o filho não deveria estar num cargo onde pode interagir com crianças. O crime de Roger remonta ao ano de 2000 e o homem prometeu que mudou. A presidente da Câmara apoia Gilbert apesar da sua condenação em 2001. Gilbert defende-se: «Isso foi há 20 anos. A história que vocês estão a contar às crianças é que uma vez que cometemos um erro, seremos punidos para o resto de vida. Eu mudei a minha vida para melhor. Todos os dias me levanto e tento fazer o bem». A história está a gerar grande revolta localmente e a nível nacional.

LEIA MAIS

As 10 músicas que já têm uma década e nem demos pelo tempo passar!

Previsão do tempo | ALERTA: Acentuado arrefecimento noturno e descida da máxima

Traficante de drogas de 22 anos acusado de matar jovem de 19

Impala Instagram


RELACIONADOS