Pai de crianças mortas em Caxias processa Estado

Depois de ver Sónia Lima, a mãe das duas meninas que morreram na praia de Caxias, condenada a 25 anos de prisão, Nelson Ramos quer apresentar queixa contra ao Estado.

Pai de crianças mortas em Caxias processa Estado

Pai de crianças mortas em Caxias processa Estado

Depois de ver Sónia Lima, a mãe das duas meninas que morreram na praia de Caxias, condenada a 25 anos de prisão, Nelson Ramos quer apresentar queixa contra ao Estado.

Depois de ter terminado o julgamento da morte das duas filhas, o trauma e a dor da perda de Samira de 19 meses e Viviane de quatro anos continua a ser uma ferida inconsolável para Nelson Ramos.

Querendo fazer mais pela memória das suas únicas filhas, Nelson Ramos avançou ao Notícias ao Minuto que põe a hipótese de apresentar uma queixa contra o Estado para ter a certeza que algo semelhante não volta a acontecer.

Tendo em vista acabar com o “estigma de que o homem é que mau”,  o pai lembra que, antes da tragédia, avisou a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens – CPCJ da Amadora de que  “estava com medo de que o comportamento dela tomasse proporções graves”.

Apesar de ter sido aberto um processo na CPCJ que foi encaminhado para o Ministério Público, nada foi feito a tempo de prevenir o incidente que tirou a vida às meninas. Nelson Ramos quer compreender quem é responsável por esta negligência, mas acima de tudo quer certificar-se de que nenhum outro pai passará por um episódio idêntico ao dele por falta de apoio.

Recorde-se que foi a 15 de Fevereiro de 2016 que Sónia Lima atirou-se ao mar com as duas filhas menores na praia de Geribita, em Caxias. A mãe que sobreviveu, viu a mais nova ser tirada da água já sem vida nessa noite, enquanto que o corpo da mais velha apenas foi encontrado sete dias depois.

O crime que chocou o país à cerca de um ano, viu este mês a progenitora a ser sentenciada com a pena máxima de 25 anos pelo duplo homicídio das filhas, no Tribunal de Cascais.

 

 

Impala Instagram

Mais

RELACIONADOS