Operação Ano Novo em Angola regista oito homicídios e cinco mortos em acidentes rodoviários

Pelo menos cinco pessoas morreram e 38 ficaram feridas em consequência de 28 acidentes de viação registados durante a passagem de ano em Angola, com registos também de oito homicídios, anunciou hoje fonte policial.

Operação Ano Novo em Angola regista oito homicídios e cinco mortos em acidentes rodoviários

Operação Ano Novo em Angola regista oito homicídios e cinco mortos em acidentes rodoviários

Pelo menos cinco pessoas morreram e 38 ficaram feridas em consequência de 28 acidentes de viação registados durante a passagem de ano em Angola, com registos também de oito homicídios, anunciou hoje fonte policial.

Os dados da Operação Ano Novo em Angola, entre 31 de dezembro e as 12:00 de hoje, foram transmitidos pelo diretor do gabinete de Comunicação e Imprensa do Comando Geral da Polícia angolana, Orlando Bernardo.

“Registamos ainda na noite de 31 de dezembro a colisão entre duas embarcações, na província de Luanda, município de Belas, que resultou na morte de uma cidadã angolana de 21 anos”, adiantou.

Segundo Orlando Bernardo, que considerou a “situação político militar e de segurança pública regular”, foram registados também 134 crimes, entre os quais três violações, 36 ofensas corporais, 28 roubos, com a província de Luanda a liderar as ocorrências, seguida do Huambo, Benguela e Bié.

Como resultado de “patrulhamentos ostensivos e micro-operações em todo o país, foram detidos 358 elementos, dois quais 125 por crimes comuns e 233 estrangeiros por violação da fronteira e situação migratória irregular”, adiantou.

Durante o período em análise, a polícia registou igualmente seis incêndios, três invasões de abelhas, um derrame de combustível, na província angolana de Cabinda e um “presumível afogamento” na província do Namibe.

Foram apreendidas três armas de fogo, treze viaturas, 10 motorizadas, um serrote, um machado entre outros meios e ainda a recuperação de uma arma de fogo e de três viaturas.

Orlando Bernardo que “lamentou” o incidente num ato de lançamento de fogo-de-artifício que causou ferimentos a quatro cidadãos, referiu que, no geral, da situação operativa no país “foi calma”, apelando para o “reduzido consumo de bebidas alcoólicas”.

Cerca de 70.000 efetivos da polícia nacional angolana foram mobilizados para garantir a segurança da quadra festiva 2018/2019, dos quais cerca de 20.000 destacados na capital do país.

DYAS // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS