Número de migrantes que entram na Europa via Líbia desce no terceiro trimestre

O número de migrantes que chegam à Europa via Líbia registou uma descida acentuada no terceiro trimestre do ano

Número de migrantes que entram na Europa via Líbia desce no terceiro trimestre

Número de migrantes que entram na Europa via Líbia desce no terceiro trimestre

O número de migrantes que chegam à Europa via Líbia registou uma descida acentuada no terceiro trimestre do ano

O número de migrantes que chegam à Europa via Líbia registou uma descida acentuada no terceiro trimestre do ano, revela um relatório do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, divulgado hoje.

Entre julho e setembro, o número de pessoas que atravessaram o mar Mediterrâneo a partir da Líbia, com destino a Itália, caiu de 11.500 para 6.300, para um total de 21.700 no trimestre.

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados assinalou que, em julho, “a Comissão Europeia anunciou um plano de ação para reduzir o número de travessias ilegais até à Itália, enquanto as autoridades italianas realizaram uma série de encontros com a Líbia com o mesmo objetivo”.

As organizações não-governamentais, entre as quais os Médicos Sem Fronteiras, criticaram com veemência a política europeia na gestão de migrantes provenientes daquele país do norte de África, estimando que a União Europeia se guia pela “única ambição de manter essas pessoas fora da Europa”.

Em meados de novembro, o Alto-Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, qualificou de “desumana” a “política da União Europeia de auxílio à guarda costeira líbia, para intercetar os migrantes e fazer com que retornem” para África.

No que se refere a migrações que atravessam o Mediterrâneo oriental, via Turquia, o relatório do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados sublinhou o aumento do número de pessoas que conseguiram a travessia no terceiro trimestre, com 3.330 pessoas em julho, 4.500 em agosto e 6.600 em setembro.

Neste último mês, um total de 4.900 pessoas chegou à Grécia, “um número que é o mais elevado num mês, depois de março de 2016 e do acordo entre a União Europeia e a Turquia e o encerramento da apelidada rota dos Balcãs”.

A travessia de África para Espanha, a partir da costa marroquina, foi a rota a que registou menos pessoas a chegarem à Europa de julho a setembro, com 7.800 casos.

“Não obstante a redução do número de travessias no Mediterrâneo central, milhares de pessoas continuam a tentar uma viagem perigosa e desesperada até à Europa”, afirmou Pascale Moreau, diretora do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados na Europa.

Em 20 de novembro, “estimou-se em perto de 3.000 pessoas os mortos ou desaparecidos no mar Mediterrâneo, aos quais se juntam 57 outros mortos nas estradas da Europa ou nas fronteiras europeias”, lembrou.

 

Veja mais notícias em destaque:

A transformação incrível de uma mulher que chegou a pesar 300 kg e já perdeu metade do peso
A transformação incrível de uma mulher que chegou a pesar 300 kg e já perdeu metade do peso
Olívia Ortiz mostra queimadura grave no corpo em fotos impressionantes
Olívia Ortiz mostra queimadura grave no corpo em fotos impressionantes
É a loucura! Mango com tudo a 70% de desconto
Caso Maddie McCann: Nova pista leva investigadores a procurar «mulher de roxo»
Correu nua pela rua para perseguir o namorado (vídeo para maiores de 18)
As musas do “ménage à trois” com Johnny Depp

 

Impala Instagram


RELACIONADOS