Mulher encontrada morta nas Termas de Chaves tinha 73 anos

Uma mulher foi encontrada este domingo morta no rio Tâmega, nas Termas de Chaves, distrito de Vila Real, revelou à Lusa fonte dos Bombeiros Flavienses, ao passo que a página da Internet da Proteção Civil indica tratar-se de um “afogamento”.

Mulher encontrada morta nas Termas de Chaves tinha 73 anos

Mulher encontrada morta nas Termas de Chaves tinha 73 anos

Uma mulher foi encontrada este domingo morta no rio Tâmega, nas Termas de Chaves, distrito de Vila Real, revelou à Lusa fonte dos Bombeiros Flavienses, ao passo que a página da Internet da Proteção Civil indica tratar-se de um “afogamento”.

16h07: Em declarações à Lusa, o segundo comandante dos Bombeiros Flavienses disse ter recebido, pelas 08:49, o alerta para um cadáver que se encontrava no rio, junto a uma ponte, perto das Termas de Chaves mas “fora” das instalações.

A mulher de 73 anos residia em Chaves, segundo informações recolhidas pelos Bombeiros Flavienses sobre a ocorrência, registada na página da Autoridade Nacional da Proteção Civil (Prociv) como “afogamento” na freguesia de Madalena e Samaiões.

No local estiveram as corporações dos Bombeiros Flavienses e da Salvação Pública, para além da PSP e do Instituto Nacional de Emergência Médica.

[notícia atualizada]

Em declarações à Lusa, fonte dos Bombeiros Flavienses informou que pelas 08:49 foi dado o alerta para a situação e “uma mulher foi encontrada já cadáver no rio Tâmega” pelos meios de socorro que se deslocaram ao local.

A página da Autoridade Nacional da Proteção Civil (Prociv) indica que o “afogamento” aconteceu na freguesia de Madalena e Samaiões, numas termas do concelho de Chaves.

Os bombeiros Flavienses remeteram eventuais esclarecimentos adicionais para mais tarde, uma vez que os elementos da corporação ainda se encontram no local.

LEIA MAIS: Chaves suspendeu abastecimento de água a partir do rio Tâmega para três aldeias

Impala Instagram


RELACIONADOS