Aceita boleia em funeral e é violada e torturada

Vítima de 41 anos acabou por morrer com ferimentos graves no útero

Aceita boleia em funeral e é violada e torturada

Vítima de 41 anos acabou por morrer com ferimentos graves no útero

Uma mulher de 41 anos foi brutalmente violada depois de ter aceitado boleia à saída de um funeral. O crime mortal aconteceu em Saratov, na Rússia.

Svetlana Sapogova era atleta e foi atacada no veículo, sendo violada com um macaco – ferramenta usada para trocar pneus de carros – e ali deixada ainda viva no carro.

Os paramédicos prestaram assistência depois da vítima ter sido descoberta, ainda viva, no banco traseiro do carro e levaram-na para o hospital. Os cirurgiões operaram-na durante uma noite inteira mas as lesões eram muito graves para que sobrevivesse.  Svetlana tinha o útero rasgado e perdeu muito sangue. A mãe de dois filhos – uma menina com 13 anos e um menino, 11, foi reanimada por duas vezes mas acabou mesmo por morrer.

Uma amiga da vítima, Nadezhda, disse: «O carro estava coberto de sangue. Agora está a ser examinado pela polícia.»

A amiga acrescentou ainda: «Ele deixou-a no carro para morrer e fugiu. Os médicos operaram-na durante a noite e a ressuscitaram duas vezes».

O homicida

Danil Cheshko, de 19 anos, foi detido pela polícia acusado pelo crime violento. O homicida está a ser investigado por causar a morte com sérios danos à saúde e violência sexual. Foi preso nas proximidades, pouco depois da descoberta do corpo de Svetlana.

A notícia foi avançada pelo DailyStar.

 

Fotos: DailyStar

 

Impala Instagram


RELACIONADOS