Moçambique/Ciclones: Parceiros de cooperação estão a analisar auditoria aos apoios – Governo

A auditoria aos apoios às vítimas dos ciclones Idai e Kenneth que atingiram Moçambique está a ser analisada pelos parceiros de cooperação para depois ser submetida ao Conselho de Ministros, disse hoje à Lusa o diretor do Gabinete de Reconstrução Pós-Ciclones.

Moçambique/Ciclones: Parceiros de cooperação estão a analisar auditoria aos apoios - Governo

Moçambique/Ciclones: Parceiros de cooperação estão a analisar auditoria aos apoios – Governo

A auditoria aos apoios às vítimas dos ciclones Idai e Kenneth que atingiram Moçambique está a ser analisada pelos parceiros de cooperação para depois ser submetida ao Conselho de Ministros, disse hoje à Lusa o diretor do Gabinete de Reconstrução Pós-Ciclones.

“A auditoria está pronta e foi distribuída pelos parceiros de cooperação, para avaliarem a informação lá contida”, afirmou Francisco Pereira à Lusa.

Francisco Pereira avançou que a idoneidade da informação incorporada nos resultados da auditoria impõe que as entidades nacionais e internacionais que canalizaram apoios às vítimas dos ciclones Idai e Kenneth analisem os dados contidos nos documentos.

Após a consulta das contas e dos relatórios que estão na auditoria, os documentos serão submetidos ao Conselho de Ministros para apreciação e aprovação, seguindo-se depois a sua divulgação para conhecimento da sociedade moçambicana e internacional, acrescentou Francisco Pereira.

Pereira não adiantou datas para a publicação da auditoria.

O Idai atingiu o cento de Moçambique em março do último ano, provocou 603 mortos e a cidade da Beira, uma das principais do país, foi severamente afetada.

O ciclone Kenneth causou destruição em Cabo Delgado e Nampula no mês de abril de 2019 e fez 45 mortos.

Na sequência dos dois desastres naturais, o Governo moçambicano realizou uma conferência internacional de doadores entre 31 de maio e 01 de junho de 2019, para a mobilização de 3,2 mil milhões de dólares (2,95 milhões de euros) para a reconstrução de infraestruturas.

No encontro, o executivo recebeu promessas de ajuda no valor de 1,4 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros).

Em maio deste ano, o ministro das Obras Públicas e Habitação, João Machatine disse que do valor prometido já tinham sido assinados acordos de desembolso no valor de 706,5 milhões de dólares (651,4 milhões de euros).

PMA // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS