Moçambique quer ser membro de pleno direito do Fórum dos Países Produtores de Gás

O ministro dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Carlos Zacarias, manifestou o interesse de o país ser membro de pleno direito do Fórum dos Países Produtores de Gás (GECF), refere uma nota do organismo governamental moçambicano.

Moçambique quer ser membro de pleno direito do Fórum dos Países Produtores de Gás

Moçambique quer ser membro de pleno direito do Fórum dos Países Produtores de Gás

O ministro dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Carlos Zacarias, manifestou o interesse de o país ser membro de pleno direito do Fórum dos Países Produtores de Gás (GECF), refere uma nota do organismo governamental moçambicano.

Zacarias deu a conhecer a intenção durante um encontro com o secretário-geral do GECF, Mohamed Hamel, no âmbito da reunião ministerial desta entidade, que decorre hoje no Cairo, capital do Egito, adianta-se no comunicado, citado pelo diário Notícias.

Na ocasião, Hamel disse que Moçambique vai tornar-se no quinto maior exportador de gás natural liquefeito (GNL) no mundo, quando o país começar a produzir este recurso na bacia do Rovuma, região norte.

O responsável apelou ao país para continuar a produzir um quadro legal e regulatório adequado à indústria petrolífera.

A reunião de hoje no Cairo tem como pontos de agenda o debate sobre a visão global do mercado de gás no mundo, o relatório de gestão do comité executivo do GECF e a revisão da estratégia de longo termo.

O GECF é uma organização intergovernamental criada para a troca de experiências entre os países-membros, produtores e consumidores visando a melhoria da estabilidade e segurança da oferta e procura no mercado do gás no mundo.

Os membros da organização detêm 72% das reservas mundiais de gás e 43% da produção comercializada.

 

PMA // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS